Óbidos

Simbologia da Cor Litúrgica em exposição na vila de Óbidos

Simbologia da Cor Litúrgica em exposição na vila de Óbidos   A vila de Óbidos iniciou o seu cartaz cultural e religioso da Semana Santa, com uma palestra sobre o significado e simbologia na paramentaria pelo padre Ricardo Jacinto e inauguração da exposição “a simbologia da cor litúrgica” na Igreja de São João Batista – …


Simbologia da Cor Litúrgica em exposição na vila de Óbidos   A vila de Óbidos iniciou o seu cartaz cultural e religioso da Semana Santa, com uma palestra sobre o significado e simbologia na paramentaria pelo padre Ricardo Jacinto e inauguração da exposição “a simbologia da cor litúrgica” na Igreja de São João Batista – Museu Paroquial, a 31 de março. Esta exposição deseja cooperar para a “aproximação entre os significados atribuídos a cada cor e a expressão desse sentir junto da comunidade católica”, permitindo compreender o significado da paramentaria e tipologia de objetos, utilizados nas celebrações litúrgicas, afirmou Ana Calçada, coordenadora da Rede de Museus e Galerias de Óbidos. O padre Ricardo Jacinto, pároco de Carvoeira, Dois Portos e São Domingos de Carmões em Torres Vedras, fez uma alusão ao simbolismo dos paramentos litúrgicos destacando três pontos essenciais: “as virtudes que devem resplandecer nos ministros que as vestem, a Pessoa de Cristo representada pelos ministros e a sua Páscoa, objeto do memorial litúrgico”. O presidente da Câmara de Óbidos, Telmo Faria, elogiou o trabalho desenvolvido, fruto de uma parceria conjunta entre a autarquia, paróquias de S. Pedro e Santa Maria, museus e apoio do padre Ricardo Jacinto, dando “início a um novo ciclo e vivência religiosa”. “Há muitos anos que as pessoas da vila e católicos partilhavam a ideia de viver este espaço de uma outra forma do que aquela que durante décadas era sentida”, revelou o responsável do município de Óbidos, manifestando que a reestruturação do museu paroquial nos anos anteriores “abre caminho a que um outro tipo de património venha dignificar este espaço”. Telmo Faria apelou à visita dos obidenses e salientou a importância simbólica da cor litúrgica como um “código e uma linguagem” que muitas das vezes as pessoas na altura não entendem, mas quando existe uma “narrativa mais articulada” semelhante à exposição apresentada, torna mais simples a compreensão. ?João Polónia   Legenda: Exposição na Igreja de São João Batista – Museu Paroquial    

Author: Jornal

Ver mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Close