Login  Recuperar
Password
  16 de Dezembro de 2018
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Caldas / Sociedade, Caldas da Rainha
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Praça de Touros das Caldas vendida por 3 milhões

28-04-2011 |

Praça de Touros das Caldas vendida por 3 milhões
Praça de Touros das Caldas vendida por 3 milhões
A Praça de Touros das Caldas foi vendida por cerca de três milhões de euros a uma empresa com sede nos Açores, cujo empresário é aficionado e pretende dinamizar mais o espaço taurino caldense. O edifício foi vendido pelos descendentes de Manuel dos Santos, antigo toureiro e empresário, à empresa SCAI, Sociedade de Construções do Atlântico que quer tornar o palco taurino numa zona polivalente de cultura e turismo. Paulo Pessoa de Carvalho, empresário do meio taurino e que nas últimas décadas tem dinamizado o espaço, confirmou esta noticia ao JORNAL das CALDAS descrevendo que no dia 28 de Abril o novo proprietário da praça estará nas Caldas e vai explicar as suas intenções. Para já foi confirmado pelo empresário caldense que estão garantidas as corridas de touros para esta temporada, mas no próximo ano deverão continuar as corridas, já com o espaço remodelado. A empresa detentora do espaço enviou um comunicado onde anunciou a intenção de a transformar “numa estrutura polivalente” para “potenciar a sua utilização tendo em vista destacar os aspectos cultural, artístico e comercial inerentes à sua exploração”. Os novos proprietários pretendem “obter maiores ganhos diretos através de uma maior utilização e rentabilização e também ganhos indirectos por via do turismo, restauração e hotelaria”, pode ler-se no comunicado. A criação de uma cobertura para o espaço (actualmente descoberto), novas cadeiras, uma área comercial, oferta de restauração, comércio de artigos regionais e um espaço museológico são algumas das melhorias a realizar na praça de touros no âmbito da remodelação, que, de acordo com os responsáveis, “contemplará a criação de 25 a 30 postos de trabalho diretos e cerca de 175 indiretos”. Este projecto não é inédito uma vez que também o empresário Paulo Pessoa de Carvalho tentou adquiri o imóvel para potenciar uma ideia similar, mas na altura faltou-lhe apoio por parte da autarquia no que diz respeito à agenda de espectáculos. Já o presidente da Câmara das Caldas da Rainha, Fernando Costa, mostrou-se “satisfeito com o projecto”, apesar de “desconhecer que o negócio se tinha concretizado”. O autarca lembrou, no entanto, que “a praça é um edifício classificado”, pelo que a câmara “só concordará com as alterações desde que estas não ponham em causa o valor arquitectónico e histórico do edifício”. Edificada por iniciativa popular e inaugurada a 13 de junho de 1883, a praça de touros das Caldas da Rainha tem capacidade para 3.250 espetadores. A praça teve grande tradição até 1974, altura em que a tauromaquia conheceu um período menos favorável. No final da década de 1980 a festa brava voltou a ganhar tradição nas Caldas da Rainha e, na praça entretanto arrendada a um empresário local, passaram a realizar-se, além das touradas, espectáculos musicais. Carlos Barroso
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar