Login  Recuperar
Password
  4 de Março de 2021
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Óbidos
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Autarca defende encerramento temporário das escolas

Óbidos faz teste de Covid-19 a 1300 alunos

Começaram na terça-feira a ser testados à Covid-19 1300 alunos do Agrupamento de Escolas Josefa de Óbidos, desde os jardins-de-infância ao 12º ano.

21-01-2021 |

Criança a ser testada
Criança a ser testada
O primeiro dia foi destinado aos mais pequenos, que fizeram o teste, de forma voluntária, acompanhados pelos pais.
O Município de Óbidos adquiriu 1500 testes antigénio de leitura rápida destinados a toda a comunidade escolar. Vão ser realizados até sexta-feira e participam na testagem uma médica, quatro enfermeiros e quatro elementos de apoio administrativo e da Proteção Civil Municipal. Todo o processo é coordenado pela delegada de saúde, a médica Fátima Pais.
O presidente da Câmara Municipal de Óbidos afirma que “nesta fase, se queremos achatar ao máximo a curva no menor espaço de tempo, as escolas deveriam encerrar, como, de resto, se mostra pelas mais recentes projeções”. “Lamento que até hoje a administração central não tenha assumido essa prioridade”, desabafa Humberto Marques, sublinhando que “há necessidade de haver apoios efetivos e céleres às famílias em caso de encerramento temporário dos estabelecimentos de ensino”.
Humberto Marques explica ainda que esta testagem da comunidade escolar “vem em linha com o que vimos a fazer, em articulação com a autoridade de saúde local”, ou seja, “testar, rastrear, isolar para anteciparmos, de modo a evitar a transmissão descontrolada”.
“Desde do início da pandemia que começámos a testar todos os professores, pessoal não docente e agora todos os alunos para chegarmos à origem de eventuais focos de infeção”, indica o presidente da Câmara Municipal de Óbidos, que considera que “só assim podemos ter um efeito mais duradouro, em conjunto com as restantes medidas de confinamento”.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar