Login  Recuperar
Password
  25 de Outubro de 2020
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Caldas / Política
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Vereadores do PS contra lar no antigo Externato Ramalho Ortigão

O antigo edifício do Colégio Ramalho Ortigão, nas Caldas da Rainha, vai acolher Lar Residencial para Pessoas com Deficiência Profunda na nossa cidade, mas os vereadores do PS não concordam com a alteração do uso do edifício que foi durante muitos anos o Externato Ramalho Ortigão e mais tarde a Escola Superior de Biotecnologia (Polo da Universidade Católica).

22-09-2020 | Francisco Gomes

O antigo edifício do Colégio Ramalho Ortigão vai acolher Lar Residencial para Pessoas com Deficiência Profunda
O antigo edifício do Colégio Ramalho Ortigão vai acolher Lar Residencial para Pessoas com Deficiência Profunda
Afirmando nada ter contra a instalação de um estabelecimento de apoio social, vincaram, no entanto, que se trata de “um edifício com uma longa história ligada ao ensino, de 1960 a 2011, com uma fortíssima ligação sentimental à nossa cidade, em especial para as centenas de caldenses e mesmo de outros concelhos vizinhos que ali estudaram e que ainda hoje se reúnem para celebrar a sua frequência daquele espaço com todas as histórias marcantes de vida a ela ligadas, numa altura em que não existiam escolas públicas na actual sub-região do Oeste para dar resposta às solicitações das famílias que pretendiam que os seus filhos frequentassem o ensino liceal da época, adquirindo habilitações para entrar no ensino superior”.
Por outro lado, recordam que “foi feito um investimento de cerca de um milhão de euros para a adaptação daquele edifício à instalação do Polo da Universidade Católica, em parte comparticipado pela Câmara Municipal, além de outras comparticipações financeiras que o Município proporcionou para assegurar o funcionamento desse Polo, e que, com a aprovação desta nova alteração àquelas instalações o transfigura para um uso completamente distinto, desaproveitando o dinheiro que a Câmara ali investiu para o funcionamento de um estabelecimento de ensino”.
Luís Patacho e Jaime Neto lamentam por isso que a Câmara “não consiga um entendimento com o Patriarcado de Lisboa com o objetivo de acolher esta iniciativa de instalação de um lar residencial para pessoas com deficiência profunda noutro local mais apropriado, com um ambiente envolvente mais bucólico e sossegado, preservando este edifício para um investimento futuro na vocação educacional que esteve na sua origem”.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar