Login  Recuperar
Password
  26 de Novembro de 2020
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Escolhas do Editor, Regional
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Agrupamento de Centros de Saúde Oeste Norte

Vacina contra a gripe para todas as pessoas com mais de 65 anos

Começa na próxima semana a partir do dia 26 de outubro nas Caldas da Rainha a segunda fase da campanha de vacinação contra a gripe, destinada a pessoas com mais de 65 anos.

20-10-2020 | Marlene Sousa

O ACeS Oeste Norte espera este ano administrar mais de 25 vacinas contra a gripe
[+] Fotos
O ACeS Oeste Norte espera este ano administrar mais de 25 vacinas contra a gripe
Ana Pisco, diretora executiva do Agrupamento de Centros de Saúde Oeste Norte (ACeS Oeste Norte), disse ao JORNAL DAS CALDAS que este ano, devido à pandemia, está a ser articular com a Câmara das Caldas os locais onde vão ser administradas as vacinas.
O agendamento (horário e dia) será feito na sequência de contacto prévio efetuado pelas equipas de saúde e a autarquia arranjou os espaços para administrar a vacinação contra a gripe, que serão o Pavilhão da Mata e sede da União de Freguesias de Santo Onofre e Serra do Bouro. Para os utentes de Santa Catarina vai ser no Centro Pastoral daquela localidade.
A Unidade de Saúde Familiar Rainha D. Leonor e Unidade de Saúde Familiar de Tornada vai iniciar as vacinas para a semana e a Unidade Familiar de Saúde Bordalo Pinheiro irá vacinar os seus utentes de 2 a 6 de novembro.
“As equipas de enfermagem ACeS Oeste Norte vão deslocar-se aos locais definidos pela autarquia para administrar a vacina contra a gripe sazonal, evitando a deslocação dos utentes aos centros de saúde”, adiantou Ana Pisco.
Segundo esta responsável, “a Câmara arranja o espaço e tem que colocar a parte logística, como uma mesa e cadeiras e um frigorífico para armazenar as vacinas enquanto estão a ser administradas”.
Tem havido muitos utentes nas Caldas que se têm deslocado às juntas ou unidades de saúde para saber informação sobre a vacina. A diretora executiva do ACeS Oeste Norte tranquiliza que “todas as pessoas das Caldas com 65 ou mais anos inscritas nas unidades de saúde e que têm direito à vacina gratuita do Serviço Nacional de Saúde vão ser contactadas pelas administrativas das unidades de saúde para agendar o dia e a hora da vacina e serão também informadas onde se têm que descolar”.
“O que se pretende é evitar que a população mais idosa e vulnerável tenha de se deslocar aos centros de saúde situados na cidade, o que poderá originar maior concentração de pessoas nesses espaços. Com esta medida, a população pode beneficiar da vacinação noutro espaço mais seguro”, especificou.
Na Foz do Arelho, Alvorninha e A-dos-Francos os utentes serão vacinados nas unidades de saúde daquelas freguesias nos dias em que não há consultas.
A diretora do ACeS Oeste Norte esclarece que nos concelhos de Alcobaça, Óbidos e Bombarral já foi iniciada a administração das vacinas e para a semana começa na Nazaré, Caldas da Rainha e parte de Alcobaça.
Quanto a Peniche, a responsável reuniu a 20 de outubro com a autarquia para articular. “No Bombarral e Óbidos ficará concluído no decorrer desta semana, depois haverá uma retoma, onde vamos ver quem não foi vacinado, para prosseguir”, apontou.
Ana Pisco garantiu que todos os inscritos serão vacinados. “Nesta fase está previsto vacinar até 13 de novembro, mas se houver quem não tenha sido vacinado até essa data, é óbvio que vamos prolongar até à primeira semana de dezembro, se for necessário”, salientou.
A diretora executiva referiu que estão a receber cerca de 3800 vacinas por semana, portanto, a sua administração “tem que ser de forma faseada, até para garantir stock”, apontou, acrescentando que estima vacinar este ano mais 25 mil pessoas, o que dá uma taxa de 50% para maiores de 65 anos.
Ana Pisco revela que este ano, devido à Covid-19, há uma maior procura das vacinas contra a gripe.
Segundo esta responsável, a primeira fase das vacinas contra a gripe iniciou a 28 de setembro, onde foram abrangidos os profissionais de saúde, utentes, e profissionais de lares. As utentes grávidas deslocaram-se ao seu centro de saúde, na sequência de contacto/agendamento prévio efetuado pelas equipas de saúde.
Perante a atual situação epidemiológica, a diretora executiva do ACeS Oeste Norte relatou que para a vacinação dos utentes de 65 ou mais anos houve indicação para tentar articular com as autarquias e juntas de freguesia. “Foi o que fizemos, e no caso do município de Alcobaça, Óbidos e Nazaré, são as juntas de freguesia dos concelhos que estão a contactar os utentes para a administração de vacinas da gripe sazonal, em locais próprios de cada freguesia”, contou.
“A Câmara de Alcobaça tem reunido esforços para aumentar a facilidade da administração da vacina através da criação de um calendário de administração gratuita de vacinas da gripe sazonal, em locais próprios de cada freguesia”, disse Ana Pisco.
“Houve autarquias que demonstraram não ter tanta capacidade para contactar os utentes, mas todas estão a colaborar e a ceder um espaço para a vacinação”, adiantou.

Atraso nas consultas presenciais

Quanto à dificuldade que os utentes estão a ter para conseguir consultas presenciais, Ana Pisco assegurou que estão a retomar e que as teleconsultas têm aumentado para compensar.
Revelou alguma dificuldade nas equipas que estão a dar apoio à Área Dedicada para Doentes Respiratórios (ADR Covid-19), localizada na antiga Escola do Parque, e que depois atrasam as suas consultas nas unidades de saúde.
“Estes médicos estão oito dias (sábado a sexta-feira) a trabalhar na ADR Covid-19 e depois têm que ficar alguns dias resguardados sem fazer atendimento presencial, precisamente para evitar, no caso de estarem contaminados, contagiar utentes”, explicou.
“Muitas vezes se têm suspeita de alguma coisa ficam em isolamento e só podem continuar a fazer as tarefas não presenciais”, acrescentou.
A ADR Covid19 tem sempre uma equipa de manhã e uma equipa à tarde, composta por dois médicos, um enfermeiro e um administrativo. “São sempre dois médicos de manhã e dois médicos à tarde, portanto, a unidade fica desfalcada em dois profissionais”, salientou.
Ana Pisco revelou ainda que dado o aumento da afluência à ADR Covid-19 a equipa foi alargada esta semana com mais um médico e estão “a conseguir dar resposta”.
A responsável referiu que o atraso nas consultas presenciais deve-se também ao facto de que depois de cada consulta presencial “tem que se fazer a higienização e tudo é mais demorado devido às novas regras, o que leva a que os agendamentos não sejam feitos de 15 a 15 minutos”.

Central de telefone vai ser mudada

O problema da central dos telefones das Unidade de Saúde das Caldas, que tem motivado algumas queixas de utentes que não conseguem ser atendidos, será, segundo Ana Pisco, resolvido no decorrer desta semana.
“Os telefones que estamos a utilizar para contactar os utentes para a vacinação contra a gripe são telemóveis que nos foram cedidos pela Administração Regional de Saúde para contactar os utentes no âmbito da Covid-19”, disse a responsável, acrescentando que estão a utilizar esses telemóveis para não sobrecarregar as linhas normais.
“Temos no entanto, a informação que esta semana vêm mudar a central telefónica nas Caldas para deixar de ter problemas com os telefones”, indicou a diretora executiva do ACeS Oeste Norte.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar