Login  Recuperar
Password
  17 de Outubro de 2017
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Escolhas do Editor, Caldas / Economia, Caldas da Rainha
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Turismo internacional aumenta em Caldas da Rainha

Portugal está a caminhar para registar o melhor ano de sempre no turismo. Mas não é só Lisboa, Porto e Algarve que têm registado mais turistas. Também Caldas da Rainha recebeu em 2017 mais visitantes estrangeiros.

10-10-2017 | Marlene Sousa

Holandeses visitaram o Parque D. Carlos I
[+] Fotos
Holandeses visitaram o Parque D. Carlos I

O JORNAL DAS CALDAS falou com comerciantes, empresas e hotéis que destacaram o turismo este verão como uma “alavanca” para a sua atividade económica.
Também o presidente da ACCCRO - Associação Empresarial das Caldas da Rainha e Oeste, Paulo Agostinho, salientou que o aumento do turismo está a arrastar consumo para o comércio e restauração.
Apesar de ainda não haver dados atualizados disponíveis sobre um eventual aumento dos fluxos de turistas na cidade e na região Oeste, Paulo Agostinho disse ao JORNAL DAS CALDAS que nos últimos seis meses “houve uma maior mobilização de turistas nas Caldas da Rainha", o que, segundo o responsável, se reflete “nas ruas, nos restaurantes, no comércio e nos hotéis”. “O Oeste é uma zona de destino turístico e Caldas da Rainha é a cidade âncora da Nazaré, Óbidos e Peniche, porque tem mais oferta de comércio e serviços”, apontou.
O presidente da ACCCRO destacou os eventos de referência que têm havido nas Caldas e que acabam por também a longo prazo vender a marca Caldas da Rainha.
“Sem dúvida que o turismo e o seu constante crescimento em Lisboa e no país têm ajudado as Caldas, que está a 45 minutos da capital”, afirmou.
Paulo Agostinho espera que as visitas de estrangeiros a Caldas da Rainha abram portas a um Natal muito positivo para o comércio tradicional.

Hotel Cristal registou aumento de 25%

O Hotel Cristal Caldas da Rainha, situado no centro da cidade, registou um aumento de 25% de turistas face ao ano passado, de março a outubro, com a unidade hoteleira a esgotar a maioria das semanas.
Segundo o diretor do hotel, Joaquim Serra, o aumento de turistas deve-se ao reforço do setor no país e nota-se mais turismo fora dos meses de julho e agosto, que era algo a que “não estávamos habituados”.
Os dados do INE - Instituto Nacional de Estatística, revelam que Portugal recebeu até abril mais de 5,3 milhões de turistas, um aumento de 10,9% face ao ano passado. E os proveitos dos hotéis somaram 714,8 milhões de euros, mais 18,7%.
O Hotel Cristal Caldas da Rainha foi procurada por turistas coreanos, espanhóis, franceses, alemães e polacos.
Também a taxa de ocupação do Hotel Caldas Internacional aumentou. Clara Pereira, funcionária da unidade, disse ao JORNAL DAS CALDAS que os meses de junho até outubro foram muito bons, com muitos turistas franceses. Destacou o turismo desportivo, que esgotou o hotel fora dos meses de verão, nomeadamente o Campeonato da Europa de Pentatlo Moderno, o Campeonato Mundial de Artes Marciais e o Campeonato Internacional de Portugal em Badminton.

Turismo tem ajudado comércio das Caldas

Para Helena Casimiro, proprietária das lojas Benetton (adultos e crianças), nota-se mais turismo face ao ano passado. Diz que no mês de agosto recebeu na loja, ao contrário de outros anos, muitos alemães.
Destacou os franceses e também encontrou muitos noruegueses. Segundo a empresária, “adoraram Portugal e a boa comida e disseram que iriam voltar”.
Cristina Alves, responsável pela loja de criança Little Big, também salientou o crescimento de turistas, nomeadamente nos meses de verão, revelando que foi bom para o seu negócio. “Recebi no meu espaço muitos franceses, ingleses e espanhóis, que acabaram por comprar roupa para oferecer aos filhos ou netos”, referiu a comerciante.
Elizabeth Rebelo, responsável pela empresa Exclusive Boutique, está otimista com o aumento de estrangeiros na cidade. “Sem dúvida que os turistas compram e contribuem para a receita do comércio”, disse, revelando que viu mais “espanhóis e franceses”.
Apesar de aos domingos o comércio estar fechado, lamentou que a maioria dos cafés e restaurantes da cidade não abra ao domingo. “Há muitos turistas que não sabem onde irão comer aos domingos porque está quase tudo fechado”, argumentou.
Considera que na época natalícia, onde a “maioria das lojas está aberta ao domingo e feriados, os restaurantes e cafés na cidade também deveriam estar”.
A esteticista Bina Reis, que tem o seu estabelecimento junto à Praça da Fruta desde 2013, nunca teve “tantos clientes turistas como este ano”. “Foi uma loucura de estrangeiros, mulheres e homens a pedirem-me para fazer pédicure, manicure e depilação”, disse Bina Reis, que atendeu franceses, belgas, alemães e pessoas oriundas de Luxemburgo. “São estrangeiros que não falam português”, apontou a esteticista.
Luís Mendes, vendedor da Praça da Fruta, nunca viu tanto estrangeiro no mercado como este ano, nomeadamente no verão. “Muitos franceses, alemães, italianos, espanhóis”, disse, destacando os oriundos de França, que “adoram e compram a nossa fruta e ainda por cima deixam sempre gorjeta”.

Auto Júlio Rent comprou 60 viaturas em resposta ao boom do turismo

A Auto Júlio Rent - Aluguer de Viaturas, situada em São Cristóvão, nas Caldas, que tem mais sete agências em Nazaré, Alcobaça, Peniche, Pombal, Leiria, Torres Vedras e Ericeira, comprou um total de 60 viaturas novas nos primeiros cinco meses deste ano, para responder ao boom do turismo no verão.
A empresa tem mais de 350 viaturas para alugar.
A Auto Júlio Rent, teve um crescimento nos alugueres nos meses de verão de acordo com Nuno Lourenço, diretor da empresa. “Houve um aumento de turistas na época alta, na altura do 15 de agosto, e esgotaram o número de alugueres”, adiantou o responsável.
A maioria eram franceses, seguido de ingleses, russos e brasileiros.
“A maioria aluga carro porque quer visitar a região e principalmente para ir a Fátima, que é um destino muito procurado pelos visitantes que ficam nas Caldas”, apontou.
Segundo Nuno Lourenço, também houve um crescimento de visitantes portugueses que vêm de autocarro, ficam dois ou três dias e alugam carro para visitar as praias e Óbidos”, indicou.
O diretor do Auto Júlio Rent destacou que a marca Caldas da Rainha tem sido mais dinâmica e empreendedora, cativando mais visitantes.
A empresa disponibiliza um serviço de aluguer de viaturas composto por uma frota moderna e bem equipada com GPS e com condutores adicionais. Tem automóveis novos de qualidade de vários segmentos, que respondem às diferentes necessidades e exigências dos seus clientes através de um serviço personalizado prestado por um staff com anos de experiência. “Temos carrinhas de sete a nove lugares, viaturas novas de alta média gama da marca Volvo ou Mazda, com o máximo de dois anos”, sublinhou Nuno Lourenço.
Com preços competitivos em relação ao aeroporto de Lisboa, têm um atendimento personalizado na entrega, assistência e receção dos veículos, garantindo que todos os “nossos veículos se encontram em boas condições mecânicas e nas melhores condições de limpeza”.
O turismo é o maior mercado desta empresa de rent-a-car, a seguir às seguradoras na substituição de veículos em caso de avaria ou acidente.

Turistas nas Caldas

Os franceses Jos Kraan e Jannete Blanchard andavam na Praça da Fruta de máquina fotográfica na mão, mostrando-se encantados com a variedade de fruta e legumes e flores. Hospedados no Hotel Cristal, tiveram a oportunidade de visitar a região e planeiam voltar.
Matte Deschomaeker e a sua esposa, holandeses hospedados na Quinta Japonesa no Carvalhal Benfeito, assistiram às recriações históricas, de vivências de outros tempos que decorreram no passado dia 5 na cidade. Adoraram conhecer os costumes do passado e ouvir os ranchos.

Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar