Login  Recuperar
Password
  16 de Novembro de 2018
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Regional, Ocorrências
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Transportador de tabaco assaltado

O condutor de uma carrinha de transporte de tabaco foi sequestrado e assaltado por um grupo de três ou quatro indivíduos que lhe vendaram os olhos e amarraram as mãos, levando-o para o meio de um pinhal, em Ferrel, Peniche, onde concretizaram o furto de várias centenas de maços de cigarros e dinheiro, estimando que o valor do prejuízo ascenda a trinta mil euros.

17-12-2013 | Francisco Gomes (texto) Carlos Barroso (fotos)

Carrinha foi abandonada no pinhal de Ferrel
[+] Fotos
Carrinha foi abandonada no pinhal de Ferrel
Eram 11h50 da passada quarta-feira quando o funcionário da empresa Midesid, de Alcochete, foi abordado pelos assaltantes, na altura em que fazia a descarga de tabaco num restaurante na marginal norte da cidade de Peniche.
Segundo descreveu à GNR, surpreenderam-no nas suas costas e empurraram-no para o interior da carrinha, onde lhe taparam os olhos e o manietaram. Ao longo do percurso foi sendo ameaçado, mas não viu nenhuma arma.
Seria abandonado no Pinhal de Ferrel, numa zona erma a 200 metros da estrada. Os larápios esvaziaram a carrinha, que ficou imobilizada, e fugiram noutro carro. O funcionário, de 35 anos, conseguiu soltar-se e contatar a empresa, que alertou a GNR.
O Núcleo de Investigação Criminal do Destacamento da GNR das Caldas da Rainha esteve no local a recolher vestígios.
“Estava baralhado e só dizia que se encontrava num sítio com vegetação e que só via árvores à volta, mas conseguiu aproximar-se da estrada e foi localizado”, contou fonte policial.
O homem apresentava escoriações na face na sequência da ação violenta do grupo, mas não necessitou de tratamento hospitalar.
Fonte da empresa assaltada mostrava-se indignada com o sucedido, porque ao longo do ano já foi alvo de vários roubos do mesmo género em diferentes pontos do país.

Francisco Gomes (texto)
Carlos Barroso (fotos)
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar