Login  Recuperar
Password
  28 de Setembro de 2020
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Escolhas do Editor, Desporto
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Surfa onda gigante com perna amputada

Um australiano de 27 anos surfou a onda gigante da Nazaré com uma perna amputada, apoiando-se na prótese que usa desde que teve um acidente rodoviário.

22-01-2020 | Francisco Gomes

Com uma prótese na perna enfrentou as ondas
[+] Fotos
Com uma prótese na perna enfrentou as ondas

Ollie Dousset ficou sem metade da perna direita após ter sido atingido por um camião quando viajava numa scooter, na Indonésia, há ano e meio. Pensou que nunca voltaria a fazer o que mais gostava – surfar.

“Antes do acidente surfava ondas gigantes. Era a minha paixão. Quando não estava a trabalhar, ia à procura das ondas na Austrália. Pensava que nunca mais iria surfar ondas grandes. A minha identidade de surfista foi-me tirada”, desabafou.

Mas uma prótese mudou-lhe a vida, aliada à sua capacidade de superação, e voltou a enfrentar as ondas.

Acrescentou um desafio, também há muito ambicionado: Surfar a onda gigante da Nazaré.

“Toda a gente sabe da Nazaré, que tem a maior onda do mundo. Sempre foi o meu sonho surfar as maiores ondas do planeta, manifestou.

O surfista veio a Portugal cumprir o seu sonho. Contra todas as probabilidades, o australiano surfou uma onda de dez metros, captada em fotografia por Miguel Chaby, após ser convidado para uma sessão durante uma competição de ondas gigantes na Nazaré, o que o torna um caso único.

“Há muitos surfistas [na mesma situação] a surfar ondas pequenas, mas nenhum as ondas gigantes. Vamos ver se aparecem. Eu fiz isto toda a minha vida. Sempre surfei ondas grandes e foi a minha paixão. Estou entusiasmado por continuar a viver o meu sonho. A minha capacidade agora é mais difícil. Caio e cometo mais erros, mas treino com maior intensidade e estou mais concentrado”, relatou.

Ollie Dousset esteve nove dias na Nazaré, sendo acolhido no centro de alto rendimento do surf. Depois de ter experimentado a onda da Praia do Norte, regressa, feliz, à Austrália, com a promessa de voltar a Portugal para surfar.

“A sensação é como se eu pertencesse aqui. A comunidade surfista e pessoas da vila acolheram-me de braços abertos. Nunca tive uma receção tão calorosa. Os surfistas aqui ajudam-se uns aos outros”, revelou.

Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar