Login  Recuperar
Password
  21 de Setembro de 2020
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Escolhas do Editor, Caldas / Sociedade
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Salpas inofensivas permitem voltar aos banhos na Foz do Arelho

Foi levantada a interdição de ida a banhos nas praias do mar e da lagoa, na Foz do Arelho, e nas praias da costa de Óbidos, depois de terem sido identificados os “organismos gelatinosos” que na última quarta-feira de manhã apareceram em grande quantidade nos areais e que se concluiu não serem prejudiciais para a saúde dos banhistas.

23-07-2020 | Francisco Gomes

A bandeira vermelha esteve içada de manhã e de tarde na Foz
A bandeira vermelha esteve içada de manhã e de tarde na Foz
A capitania do porto de Peniche tinha ordenado a interdição, como medida de segurança, enquanto procurava saber do que se tratava, tendo biólogos da Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar de Peniche identificado como sendo salpas, comuns na generalidade dos oceanos, mas que não costumam dar à costa.
Contudo, sendo consideradas inofensivas, a interdição dos banhos foi levantada por determinação das autoridades de saúde ao final da tarde de quarta-feira.
Segundo Toledo Cristo, comandante da capitania, “não se registaram queixas de alergias ou urticárias”, mas enquanto não chegavam os resultados da análise aos organismos que vieram do mar, entendeu-se que deviam ser içadas as bandeiras vermelhas, para evitar que houvesse contacto com os banhistas.
Os nadadores-salvadores solicitaram aos banhistas que saíssem da água, o que foi acatado sem perturbações.
As salpas acabaram por desaparecer dos areais arrastadas pelas marés.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar