Login  Recuperar
Password
  14 de Julho de 2020
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Peniche
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Parlamento aprova voto de pesar por Valentina

A Assembleia da República aprovou um voto de pesar pela morte de Valentina, de nove anos, em Atouguia da Peniche, a 6 de maio, em que o pai é um dos suspeitos do crime, a par da madrasta.

03-06-2020 |

Valentina foi barbaramente assassinada
Valentina foi barbaramente assassinada
A comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias aprovou votos de pesar pela morte da criança da autoria do BE, CDS, PSD e PAN e chumbou um voto apresentado pelo deputado do Chega, que não participou na reunião.
Todos os votos manifestam pesar pela morte da criança, tendo sido decidido que haverá um texto comum, dado que os quatro tinham o mesmo objetivo - manifestar pesar e consternação pelo falecimento de Valentina.
O voto do deputado do Chega foi chumbado por todos os deputados presentes (do PS, PSD, PCP, BE e a deputada não inscrita Joacine Katar Moreira) pelas referências em defesa da pena de prisão perpétua.
Continua a ser alvo de romaria o local onde o corpo da pequena Valentina foi abandonado pelo pai e pela madrasta. As pessoas que por ali passam emocionam-se e deixam mensagens, flores e bonecos de peluche.
O crime ocorrido tem revoltado o país e a zona onde o corpo da pequena Valentina foi abandonado, encoberto por arbustos, depois de ter sido barbaramente assassinada, continua repleta de mensagens.
No limite da freguesia da Serra d’El Rei, em Peniche, a poucos metros da estrada, entre pinheiros e eucaliptos, as pessoas que por ali passam ficam em silêncio estupefactas com o crime hediondo cometido pelo pai e pela madrasta. Mas há quem não cale a indignação por uma morte violenta que desfez os sonhos de uma menina de nove anos.
A construção de um memorial no local é uma ideia defendida por alguns populares como forma de não deixar esquecido este crime e a necessidade de uma punição severa.
As circunstâncias da morte de Valentina continuam a ser desvendadas dia após dia, tal qual um novelo desfiado e os contornos são cada vez mais chocantes à medida que se vão conhecendo os pormenores do crime que tirou a vida a esta menina, quando estava a passar algumas semanas na casa do pai e da madrasta, no Bairro do Capitão, em Atouguia da Baleia.
O julgamento deste caso só deverá ocorrer em 2021.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar