Login  Recuperar
Password
  21 de Abril de 2021
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Escolhas do Editor, Ocorrências
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

PJ investiga morte de idoso

Um homem de 75 anos foi encontrado morto, com as mãos e os pés amarrados com cordas e um saco de plástico na cabeça para o sufocar, nesta terça-feira no pátio da sua habitação, em Fervença, freguesia de Maiorga, no concelho de Alcobaça.

25-11-2020 |

O corpo apresentava marcas de agressão e indícios de que se terá tratado de um homicídio.
A vítima foi descoberta por uma prima que vive perto da casa onde o homem morava sozinho. A familiar ao passar pela vivenda estranhou ver o portão entreaberto. Como há um muro alto foi até ao interior para perceber onde estava o setuagenário e acabou por deparar-se com um cenário macabro: o homem encontrava-se caído no chão, à porta da residência.
Saiu para pedir socorro e como na altura – cerca das quatro e meia da tarde – circulava na estrada em frente à casa uma ambulância de transporte de doentes dos bombeiros voluntários do Juncal, foi logo dado o alerta às autoridades.
A GNR de Alcobaça compareceu e ao apurar a forte possibilidade de crime não hesitou em contactar logo a Polícia Judiciária, entidade competente para a averiguação deste tipo de casos.
Uma equipa do Departamento de Investigação Criminal de Leiria da PJ analisou o corpo e recolheu indícios na residência da vítima, que segundo apurámos, se encontrava remexida, como se tivesse sido alvo de um assalto.
Cerca das 20 horas o corpo do homem foi transportado pelos bombeiros de Alcobaça para o Instituto de Medicina Legal de Leiria, onde será autopsiado, o que deverá ajudar a esclarecer as circunstâncias da morte.
Há também outro mistério por desvendar. É que na casa estavam habitualmente cinco cães, que terão desaparecido sem deixar rasto. A prima não os viu nem ouviu, o que lhe causou igualmente estranheza.
A população da aldeia está chocada com o crime.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar