Login  Recuperar
Password
  25 de Outubro de 2020
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Escolhas do Editor, Caldas da Rainha, Educação
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Mais alunos no Colégio Rainha D. Leonor no próximo ano letivo

O Colégio Rainha Dona Leonor recebeu ontem, dia 1 de setembro, as crianças da Creche e da Educação Pré-Escolar para adaptações e no dia 16 de setembro arrancará a atividade letiva. A procura aumentou com mais inscrições. Vai iniciar este novo ano letivo 2020-2021 com 566 alunos, distribuídos entre a creche e o 12.º ano. Ao nível de docentes, contam com 43 professores. Segundo as diretoras pedagógicas, Sandra Santos e Raquel Galeão, “por enquanto, o ano está preparado para ser presencial e vai começar com toda a segurança”, afirmaram, garantindo que “já fizeram a revisão do Planos de Contingência que é conhecimento dos encarregados de educação”.

01-09-2020 | Marlene Sousa

As diretoras pedagógicas Raquel Galeão e Sandra Santos iniciam ano letivo com todas as medidas de segurança
As diretoras pedagógicas Raquel Galeão e Sandra Santos iniciam ano letivo com todas as medidas de segurança
O Colégio Rainha D. Leonor no ensino profissional tem 8 turmas, em 3 cursos: Técnico de Desporto, Técnico de Ação Educativa e Técnico de Comunicação, Marketing, Relações Públicas e Publicidade.
Em declarações ao JORNAL DAS CALDAS, as diretoras pedagógicas, Sandra Santos e Raquel Galeão afirmam que a escola está preparada para o novo ano letivo, e no contexto de pandemia do novo coronavírus fizeram “nova revisão do Plano de Contingência, que já se encontra no site da escola”.
“Está na plataforma do Colégio um Plano de Transição, onde estão previstos os formatos do regime misto e do regime não presencial; procedimentos diários para alunos, pais/encarregados de educação e procedimentos diários para colaboradores”, referiram.
As responsáveis “dizem estar a aplicar escrupulosamente as indicações da Direção-Geral da Saúde (DGS) para o reinício das aulas em setembro, sublinhando que tem de haver “bom senso” no momento de tomar medidas.
Para além dos kits covid distribuídos pelos corredores (que já tinham em fevereiro) e os dispensadores de álcool gel espalhados pela escola, cada sala de aula terá desinfetante e cada aluno deverá ter em cima da sua mesa um pacote de lenços e um desinfetante de bolso.
“Vamos também dar máscaras a todos os alunos e professores”, adiantaram.
Segundo as responsáveis, cada turma tem a sua “própria sala de aula (o que já era prática na escola) e cada ciclo de ensino terá zonas específicas da escola enquanto espaço de lazer”. O bar será usado de acordo com a sua lotação (havendo sinalética que ilustrará quando é que o espaço está livre) e cada turma terá uma hora específica para utilizar o refeitório.
As representantes do estabelecimento de ensino lembraram ainda que “até ao momento não há nenhuma evidência de que as escolas sejam um problema”. No entanto se a situação pandémica se agravar, o ensino deixará de ser presencial, passando a misto ou mesmo à distância.
A novidade deste ano é que vão organizar o “calendário escolar em semestres, tendo a decisão resultado de um inquérito feito aos pais/encarregados de educação em dezembro de 2019”, apontaram.
Os critérios e instrumentos de avaliação foram revistos, na sequência de formações que todos os docentes fizeram e que contaram com nomes de especialistas nesta área, como o professor Domingos Fernandes e o ex-presidente do iave, Hélder Sousa. “Vamos apostar ainda mais nas Soft Skills”, salientaram.
O Colégio Rainha D. Leonor vai manter a “proibição do uso de telemóvel nos intervalos do 5.º ao 8.º e desta vez prolongámos a proibição do uso até às 16h05. No refeitório ninguém poderá usar o telemóvel (incluindo docentes)”.
“A nossa plataforma Classroom vai continuar a ser usada durante o ano letivo, uma vez que encarámos esta mudança como uma oportunidade para melhorar as nossas práticas”, referiram, Sandra Santos e Raquel Galeão.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar