Login  Recuperar
Password
  27 de Setembro de 2020
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Caldas / Cultura
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Loja de cerâmica de autor reabriu destacando autores das Caldas

Molda - Ceramic Concept Store, uma loja de cerâmica de autor, com 37 artistas e designers nacionais, reabriu portas no dia 31 de julho, na antiga Fábrica da Bordalo Pinheiro.

04-08-2020 | Marlene Sousa

Visita do presidente da Câmara, vereadores e diretor da ESAD-CR à Molda Concept Store
[+] Fotos
Visita do presidente da Câmara, vereadores e diretor da ESAD-CR à Molda Concept Store
Trata-se de um projeto que integra a programação do primeiro ano de atividades do programa Caldas da Rainha Cidade Cerâmica, no âmbito da rede de Cidades Criativas da UNESCO do Artesanato e Artes Populares, e que é em simultâneo uma galeria e uma loja que pretende destacar o trabalho em cerâmica de autores das Caldas da Rainha.
Face às diversas dificuldades provocadas pela pandemia também aos autores locais, a Cidade Criativa considerou importante reabrir a Loja Conceito da Molda.
O desenho do espaço, sob a forma de exposição, permitirá aos ceramistas não só mostrar o que de melhor produzem, mas também vender as suas peças. Para tal, o espaço contará com assistentes devidamente formados para poderem apresentar ao público as peças em detalhe.
Carla Cardoso, diretora executiva da Cidade Cerâmica e da Associação Futuro Sustentável, disse que uma das novidades deste ano é a “adesão por parte dos ceramistas”. “Nós, no ano passado abrimos o Ceramic Concept Store com 17 artistas e este ano duplicámos”, revelou a responsável, referindo que o “opencall foi muito mais curto e houve um entusiasmo muito maior”.
“Outra questão que nos deixou surpreendidos foi achar que íamos ter as mesmas peças e praticamente não temos uma peça idêntica. Os ceramistas continuaram a trabalhar e têm coisas novas”, apontou.
Carla Cardoso destacou a adesão do público nos primeiros dois dias de abertura.
A loja estará em funcionamento até dezembro e está aberta ao público de sexta a domingo, das 11h00 às 19h00.
Daqui a um mês abrirá a loja online, com todas as peças que podem ser adquiridas numa plataforma.
A diretora executiva da Cidade Cerâmica indicou que todos os custos e estrutura da loja são assegurados pela Câmara Municipal e todas as receitas revertem para os autores. “Neste momento difícil que vivemos a autarquia sentiu era necessário apoiar os autores”, apontou.
A partir de setembro a loja de cerâmica de autor vai promover destaques com workshops e apresentações de autores.
A Cidade Criativa está neste momento a fechar a construção do website que tem todo o arquivo, mas também o roteiro de ceramistas das Caldas da Rainha.

Ajuda aos artistas

O presidente da Câmara Municipal, Tinta Ferreira, os vereadores Hugo Oliveira e Maria da Conceição, o diretor da ESAD.CR, João dos Santos, e outras entidades ligadas ao programa “Caldas da Rainha Cidade Criativa da UNESCO do Artesanato e Artes Populares” realizaram no passado sábado uma visita à Molda Concept Store.
Tinta Ferreira disse que decidiram avançar com esta nova realização de forma a proporcionar aos ceramistas “um espaço conjunto de exposição e venda das suas peças que permita realçar o seu trabalho e tirar alguma rentabilidade da venda”.
Ciente do período de crise que estamos a viver, “a questão das artes tem logo mais dificuldades e a cerâmica de autor não é exceção”, apontou Tinta Ferreira.
Dos 37 artistas e designers só um é que não é residente nas Caldas e 80 por cento são ex-alunos da ESAD.CR. “Eu diria que temos aqui os novos criadores e novos ceramistas em força e várias gerações”, adiantou o presidente da Câmara.
“Tínhamos um programa para a cidade criativa e em função do contexto Covid-19 teve que ser reformulado e este é um evento que vem na sequência do projeto Molda e de alguma forma se enquadra na reformulação do processo da Rede da Cidade Criativa”, explicou.
O programa Caldas da Rainha Cidade Cerâmica tem um orçamento de cerca de 100 mil euros, em que 25 mil serão gastos em aquisição de peças aos ceramistas de autor.
Quanto às instalações na antiga Fábrica Bordalo Pinheiro que a Câmara adquiriu, Tinta Ferreira disse que tinham a “intenção de fazer a expansão do Museu de Cerâmica para aqui mas essa hipótese não está ainda posta de parte, no entanto, enquanto se procura se há apoios para a ampliação do Museu de Cerâmica vamos tentando dar uso e aproveitando este espaço”.
Tinta Ferreira revelou que devido à pandemia e para que os alunos cumpram o distanciamento social, a ESAD.CR vai dar aulas práticas aos alunos em diversos espaços da cidade. “Vai utilizar a escola do Parque e está a negociar com a Santa Casa da Misericórdia a oficina do Pinto das Bicicletas e solicitou-nos também aqui mais espaços”, informou Tinta Ferreira.
Se estuda ou trabalha nas Caldas da Rainha, possui uma produção contemporânea em Cerâmica e quer integrar esta iniciativa, envie a sua proposta de peças (imagem, descrição e preço de venda) para molda@molda.org.pt
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar