Login  Recuperar
Password
  17 de Julho de 2019
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Ocorrências
Gravar em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Detido em Espanha suspeito de disparar contra GNR

A Polícia Judiciária, através da Diretoria do Centro, em estreita colaboração e cooperação com o Cuerpo Nacional de Policia de Espanha, procedeu à identificação do suspeito da autoria de dois crimes de homicídio qualificado, na forma tentada, de que foram vítimas dois militares do Destacamento de Trânsito da GNR de Coimbra, no passado dia 15 de junho, na zona de Cernache – Coimbra. Trata-se de um homem de 42, residente em Peniche, que foi detido na cidade de Sevilha pelas autoridades espanholas.

10-07-2019 | Francisco Gomes

As autoridades judiciárias portuguesas desencadearam os procedimentos legais, nomeadamente a emissão de mandado de detenção europeu, tendo em vista a extradição do suspeito para Portugal.
O suspeito é português e tem antecedentes criminais relacionados com criminalidade especialmente violenta, quer em Portugal quer em Espanha.
Das diligências de recolha de prova realizadas, resultou a apreensão de relevantes meios de prova do envolvimento do indivíduo nos disparos contra dois militares da GNR durante uma operação Stop em Coimbra.
A viatura alegadamente conduzida pelo suspeito desrespeitou a ordem para parar, inverteu a marcha e foram feitos disparos contra a patrulha. Os militares ficaram feridos.
A viatura, com "dois a três indivíduos", colocou-se depois em fuga. No mesmo dia, à tarde, o proprietário da viatura, também de Peniche, dirigiu-se à esquadra local da PSP para informar as autoridades policiais que a viatura já não estava na sua posse por ter sido vendida, estando por concluir o processo de transição dos documentos de propriedade.
O homem foi ouvido pela Polícia Judiciária e disse nada ter a ver com o caso. Declarou ainda que ao aperceber-se da divulgação da matrícula nas redes sociais decidiu dirigir-se à esquadra da PSP para prestar este esclarecimento, que poderá ter sido importante para a descoberta do suspeito.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar