Login  Recuperar
Password
  19 de Setembro de 2019
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Regional, Bombarral
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

João Serra apresentou obra sobre Ferreira da Silva

O Museu Municipal do Bombarral acolheu, no passado sábado, a apresentação do livro “Artista à Procura da Sua História: Luís Ferreira da Silva”, da autoria do professor e historiador João Serra.

11-09-2019 |

João Serra, à esquerda
João Serra, à esquerda
Trata-se de um livro resultante de uma extensa investigação sobre a obra plástica de Luís Ferreira da Silva, gravador, pintor, escultor e ceramista, natural do Porto, que viveu entre 1928 e 2016, tendo exercido a sua atividade na região Oeste, designadamente no Bombarral, em Alcobaça, na Nazaré e em Caldas da Rainha.
Na abertura da sessão, a vereadora da cultura da Câmara Municipal do Bombarral, Patrícia Pereira, aproveitou para agradecer ao professor João Serra o facto de ter escolhido o Bombarral para apresentação da sua obra, algo que “não sucedeu por acaso, uma vez que Ferreira da Silva também teve uma forte ligação ao nosso concelho”.
A apresentação prosseguiu com a intervenção da historiadora de arte bombarralense Dóris Santos, que salientou que “é uma obra essencial para ficarmos a conhecer a vida e obra de Ferreira da Silva”.
João Serra centrou a sua intervenção na ligação de Ferreira da Silva ao Bombarral, com destaque para a sua passagem pela Cerâmica Bombarralense, de Jorge Almeida Monteiro, outra grande figura das artes e da cerâmica.
Na sua passagem pelo concelho bombarralense, onde chegou com 16 anos, Ferreira da Silva teve oportunidade de conhecer vários artistas, tais como Júlio Pomar, José Dias Coelho, Vasco Pereira da Conceição ou Maria Barreira, que frequentavam a oficina de Jorge de Almeida Monteiro, partilhando experiências e debatendo novas técnicas. O contato com este grupo de artistas ligados ao neo-realismo foi vital na formação do jovem artista, quer na cerâmica quer sobretudo na gravura.
O autor falou um pouco sobre as obras de Luís Ferreira da Silva no Bombarral, nomeadamente dos painéis de azulejo que ainda se encontram nas ruas do concelho, bem como dos que se encontram na entrada da Quinta de Santo António (na vila) e no Casal Centieiro.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar