Login  Recuperar
Password
  21 de Junho de 2018
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Caldas / Sociedade, Educação
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Confrarias gastronómicas ensinaram alunos da Escola de Hotelaria e Turismo do Oeste

Cinco confrarias gastronómicas, da sopa da pedra de Almeirim, do cabrito estonado à moda de Oleiros, da doçaria conventual de Tentúgal, do arinto de Bucelas e da aguardente da Lourinhã, estiveram, no passado dia 24, na Escola de Hotelaria e Turismo do Oeste (EHTO), numa sessão de partilha de saberes e sabores. Os alunos, além de aprofundarem conhecimentos através das histórias e tradições, partilhadas pelos confrades, exploraram as técnicas de confeção. No final decorreu o almoço gastronómico, com a degustação dos pratos confecionados pelos confrades com a ajuda dos futuros chefes de cozinha.

13-06-2018 |

Confrarias gastronómicas numa sessão de partilha de saberes e sabores
[+] Fotos
Confrarias gastronómicas numa sessão de partilha de saberes e sabores
A sessão, que assinalou o “Dia Nacional da Gastronomia Portuguesa”, encerrou o ciclo de almoços temáticos do projeto “Raízes” deste ano letivo, que integrou os alunos finalistas dos cursos técnicos de cozinha e pastelaria e de restauração e bebidas da EHTO.
Esta iniciativa inseriu-se no projeto que a Federação das Confrarias Gastronómicas de Portugal tem vindo a desenvolver com todas as escolas do Turismo de Portugal, tendo em vista a promoção, valorização e defesa dos produtos regionais.
Durante a manhã os confrades presentes apresentaram os seus produtos aos alunos aos alunos do curso de Técnicas de Cozinha e Pastelaria. De seguida, passou-se da teoria à prática, em que os convidados demonstraram aos alunos a confeção da verdadeira sopa da pedra, do cabrito estonado e dos pastéis de Tentúgal.
O JORNAL DAS CALDAS falou com Cristina Garcia, da Confraria do Cabrito Estonado de Oleiros, cuja receita se destaca pela sua originalidade. “Hoje já poucos fazem ou sabem fazer, mas continua a considerar-se um dos pratos emblemáticas de Oleiros”, disse a confrade.
“Este cabrito tem a particularidade de não ser esfolado, mas sim estonado. Ou seja, logo após ter sido abatido, é rapidamente escaldado em água a ferver e depois retiram-se-lhe os pelos, deixando a pele totalmente limpa e lisa. Diz-se estonado porque se lhe extrai o que está à tona, à superfície. Mantendo a pele, que fica estaladiça, o cabrito não perde gordura, ganhando a sua carne em suculência e sabor”, explicou, revelando que depois de estar no tempero de um dia para o outro é colocado inteiro no forno em cima de paus de louro.
Para acompanhar o cabrito, os três confrades fizeram batata assada, arroz malandro dos miúdos do animal e migas de couve galega com broa.
Maria Fernanda, de 66 anos, que ensinou os alunos a confecionar o cabrito, elogiou a iniciativa, que tem como intuito “sensibilizar e despertar na geração jovem o gosto pela gastronomia tradicional”.
A Confraria Gastronómica de Almeirim levou à escola a verdadeira sopa da pedra. “O segredo na nossa sopa é a qualidade dos ingredientes”, disse o confrade Rui Figueiredo, acrescentando que há que “escolher criteriosamente os enchidos e o feijão”. Quanto ao feijão, este deve ser do ano corrente e deve ser demolhado para que a “sopa fique macia e incorpore devidamente os sabores que lhe são adicionados pelos enchidos”.
Criada em 2004, a Confraria tem investido no seu trabalho de divulgação. “Na zona de restauração em Almeirim, junto à Praça de Touros, temos treze restaurantes concentrados, que totalizam 2300 lugares sentados. O maior restaurante com 400 lugares, aos sábados e domingos na hora do almoço, enche três vezes, servindo 1200 refeições”. Da lenda à realidade, a verdade é que “quem passa por Almeirim tem que saborear a Sopa da Pedra, acompanhada dos bons vinhos que se produzem ali tão perto do Tejo”.
A Confraria Doçaria Conventual de Tentúgal confecionou para a sobremesa do almoço os famosos pastéis de Tentúgal. Natália Cavaleiro, de 73 anos, que faz os pastéis desde os 12 anos, transmitiu os seus conhecimentos aos alunos. A proprietária da Pastelaria “O Afonso”, localizada em Tentúgal, todos os dias prepara a “massa folhada finíssima e única no mundo” para a qual se usa apenas farinha de trigo e água. O objetivo é obter uma massa “mais fina do que uma folha de papel e elástica, e o processo de esticar é feito no chão em cima de um lençol branco”.
A confrade recheou os pastéis de Tentúgal com doce de ovos e no fim pincelou-os com manteiga derretida com uma pena de galinha que faz as vezes de pincel. 
A Confraria do Arinto de Bucelas apresentou o vinho arinto de Bucelas, que acompanhou a refeição e que no final casou com a aguardente Doc da Lourinhã, que também se fez representar pela Confraria de Nossa Senhora da Anunciação.
A presidente da Federação Portuguesa das Confrarias Gastronómicas, Olga Cavaleiro, disse que a iniciativa encerra um ciclo de cerca de 60 visitas às escolas do Turismo de Portugal, com o objetivo de “dar a conhecer a diversidade singular dos nossos produtos e receitas”. “É isso que devemos transmitir aos alunos que vão ser futuros rostos da gastronomia portuguesa”.
Olga Cavaleiro destacou o interesse e habilidade dos alunos da EHTO, sublinhando que a tónica principal no turismo “é a gastronomia”. “Estamos a incentivar os restaurantes a terem uma ementa diferenciada cúmplice com o próprio território porque um prato pode ser o início de uma viagem sobre a localidade”, adiantou.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar