Login  Recuperar
Password
  8 de Dezembro de 2019
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Escolhas do Editor, Óbidos, Ocorrências
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Despiste mortal na Amoreira

Um homem de 26 anos morreu no passado domingo na sequência do despiste do carro que conduzia na EN114, no concelho de Óbidos. A viatura ficou capotada fora da estrada e os bombeiros e GNR tiveram de procurar o corpo da vítima, que estava ocultado na vegetação.

04-12-2019 | Francisco Gomes

O carro teve de ser retirado com o auxílio de uma grua
O carro teve de ser retirado com o auxílio de uma grua

GNR e Bombeiros receberam o alerta do despiste cerca das dez da manhã e quando chegaram ao local – a seguir à rotunda do Furadouro, entre Amoreira e Olho Marinho – constataram que estava um carro “numa zona de declive, fora da estrada e de difícil acesso, não sendo visível da via de circulação”, revelou Marco Martins, comandante dos bombeiros de Óbidos.

As marcas no solo sugeriam que tenha perdido o controlo da viatura e embatido numa árvore, vindo a capotar. Mas não havia sinal de vítimas. “Após buscas acabou por ser localizado o corpo, a vinte metros de distância do veículo”, indicou o responsável dos bombeiros.

Apurou-se que a viatura já se encontraria lá há diversas horas dado o estado de rigidez e uma vez que no carro estava uma cadeira de criança foram ainda feitas mais pesquisas na área na eventualidade de haver outras vítimas, o que não se confirmou.

Desde que existe uma estrada paralela – o IP6 – e melhorado o piso e construída uma rotunda, que quebra a velocidade na reta, a zona onde aconteceu o despiste não é um habitual palco de acidentes, desconhecendo-se o que terá originado o mesmo, estando a investigação a cargo da GNR.

A vítima mortal, Flávio Correia, natural e residente nas Caldas da Rainha, estava a três dias de completar 27 anos e tinha um filho de dois anos. 

O cadáver foi transportado para o Gabinete Médico-Legal do Oeste, em Torres Vedras, para ser autopsiado.

Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar