Login  Recuperar
Password
  8 de Dezembro de 2019
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Escolhas do Editor, Caldas / Sociedade
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Competição entre bombeiros em prova simulada de combate a incêndio urbano

Uma competição que simulou o combate a um incêndio num prédio com resgate de uma vítima colocou à prova no passado fim de semana, na Expoeste, nas Caldas da Rainha, perto de centena e meia de bombeiros. O desafio era composto por cinco exercícios e tinha como slogan “Os dois minutos mais duros” (tempo médio da prova).

04-12-2019 | Francisco Gomes

Bater com um martelo num peso de 80 quilos, fazendo-o deslocar metro e meio
[+] Fotos
Bater com um martelo num peso de 80 quilos, fazendo-o deslocar metro e meio

A ideia é norte-americana e ao mesmo tempo que cria um cenário de incêndio urbano obriga os bombeiros a testarem a capacidade de resposta a algo semelhante ao que podem encontrar em caso real.

Uma equipa de investigadores de uma universidade nos Estados Unidos transformou os obstáculos numa competição a contrarrelógio.

“São cinco exercícios, a começar por subir a uma torre de nove metros com mangueiras de 19 quilos às costas. No alto da torre há que puxar um rolo de mangueiras também com 19 quilos. Após a descida degrau a degrau, têm de simular uma entrada forçada num edifício, batendo com um martelo num peso de 80 quilos, fazendo-o deslocar metro e meio. Partem de seguida em corrida em slalom para o próximo teste, que é puxar uma mangueira que está ligado ao auto-tanque e em carga, o que dificulta a tarefa, até que arrastam um boneco com 1,75 metros e 80 quilos, ao longo de trinta metros. Tudo isto fardados com equipamentos que pesam 30 quilos”, descreveu Pedro Almeida, da organização.

Individualmente ou por equipas os bombeiros deram o seu melhor. As mulheres bombeiras também competiram. No Firefighter Combat Challenge participaram cerca de 150 bombeiros. Os sapadores de Lisboa venceram na competição masculina, enquanto na feminina a vitória coube à corporação da Póvoa de Varzim.

O corpo de bombeiros das Caldas da Rainha esteve presente no evento com Rui Faria na prova individual a ficar em 27° em 45 participantes e o grupo composto por Rui Faria, Rui Alves, Marcelo Santos, Marino Mendes e André Vital em 8° lugar em 18 equipas participantes.

"Se fosse fácil não era para nós", manifestaram.

O bombeiro mais velho em prova tinha 57 anos.

Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar