Login  Recuperar
Password
  20 de Outubro de 2018
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Caldas / Economia
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Fábula de amor de Bordallo Pinheiro renasce no século XXI

O romance Paul et Virginie, de Bernardin de Saint Pierre, escrito há 230 anos, foi um sucesso editorial arrebatador desde o seu lançamento e transformou-se num clássico da literatura mundial. Em 1889, no primeiro ano sobre a fundação da Fábrica das Faianças Artísticas Bordallo Pinheiro, nas Caldas da Rainha, o génio do Bordallo adaptou o romance iluminista, cuja acção se desenrola no cenário exuberante e paradisíaco da Ilha Maurícia, a uma fábula cujos personagens são duas rãs enamoradas debaixo de uma bananeira.

13-06-2018 |

Os protagonistas são duas irresistíveis rãs, profundamente enamoradas
[+] Fotos
Os protagonistas são duas irresistíveis rãs, profundamente enamoradas
Uma réplica da escultura naturalista da autoria de Raphael Bordallo Pinheiro renasce no século XXI, numa nova coleção da marca – “Peça do Ano” –, que se dedicará à recuperação e relançamento de peças de elevado valor artístico que integram o legado artístico visionário do seu fundador.
Os protagonistas são duas irresistíveis rãs, profundamente enamoradas, a olharem-se, deleitadas, debaixo da sombra de uma bananeira.
Este grupo escultórico ornamentou o Parque D. Carlos I, nas Caldas da Rainha, de 1914 a 1920, e marcou presença no pavilhão português da Exposição Universal de Paris, em 1889. Paulo e Virgínia foi também exibido por Raphael Bordallo Pinheiro como uma das peças principais na sua exposição no Rio de Janeiro, em 1899, aquando da apresentação no Brasil da sua majestosa Jarra Beethoven. Atualmente integra o acervo da Casa Museu San Raphael, nas Caldas da Rainha, propriedade das Faianças Artísticas Bordallo Pinheiro.
A nova coleção “Peça do Ano” da Bordallo Pinheiro prevê o lançamento anual de peças exclusivas e de grande valor artístico originalmente criadas por Raphael Bordallo Pinheiro, ou pelo seu filho, Manuel Gustavo Bordallo Pinheiro. Esta coleção reflete o trabalho contínuo da marca na preservação e valorização do legado artístico do seu fundador e implica uma análise pormenorizada da obra de Bordallo Pinheiro, do enquadramento artístico de cada peça, e da minuciosa recuperação dos moldes originais.
A peça Paulo e Virgínia custa 275€.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar