Login  Recuperar
Password
  21 de Abril de 2019
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Desporto
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Grupo B, escalão Sub18

Caldas RC campeão nacional

Um momento histórico para o Caldas RC, no seu vigésimo primeiro ano de existência. Pela primeira vez, os pelicanos conquistaram um troféu nacional num escalão júnior. A “escola” de rugby pelicana, de que o diretor técnico Patrício Lamboglia é a grande referência, viu reconhecida a sua excelência, no mesmo dia em que um outro “produto”, Tommy Lamboglia, se sagrava bicampeão europeu, em representação da seleção nacional Sub20.

10-04-2019 |

Festa final com a celebração da conquista
Festa final com a celebração da conquista
A final do Grupo B punha frente a frente duas equipas com percursos e passados diferentes. O Guimarães vinha de conquistar o lugar após uma vitória épica na última jornada, o Caldas já tinha conquistado, com grande vantagem, esse direito há algum tempo. A partida teve lugar na Moita Anadia, disponibilidade do MRC Bairrada.
Começaram melhor os pelicanos, que logo aos dois minutos chegaram ao ensaio, pelo talonador Rodrigo Santos a concluir jogada de entendimento. Afonso Pecegueiro não falhou a transformação.
Manteve a pressão o Guimarães e, aos 15 minutos, a recompensa através de um ensaio, bem transformado. Resultado igualado, 7-7.
Aos 28 minutos, o capitão Rodrigo “Pulga” Henriques concretizou uma jogada coletiva. Afonso Pecegueiro não falhou a transformação e colocou o resultado em 14-7.
Aos 37 minutos o Guimarães dispôs de uma penalidade aos postes, bem transformada, reduzindo o marcador para 14-10.
Respondeu, de imediato, o Caldas, e, aos 39 minutos, Afonso Pecegueiro não falhou a tentativa aos postes, repondo a diferença no marcador, 17-10.
A partida entrou numa fase eletrizante, de parada e resposta. Aos 41 minutos, a finalizar uma grande jogada à mão, sem adequada resposta na placagem, o Guimarães chegou ao toque de meta, entre os postes. Transformação fácil e o resultado empatado, 17-17, com que se chegou ao final. Foi necessário recorrer a pontapés de penalidade da linha de 22 metros, em frente aos postes. A concentração, capacidade técnica e, enfim, a sorte, ditariam o campeão nacional.
Iniciou a série dos primeiros cinco pontapés (3 pontos por concretização) o Guimarães. O resultado evolui, com ambas as equipas a falharem uma conversão: Caldas RC - 29 vs Guimarães RUFC - 29
Com o marcador teimosamente empatado seguia-se uma fase de “morte súbita”, um pontapé para cada lado.
O pontapé vimaranense falhou os postes mas do lado do Caldas RC houve transformação de Gui Colmonero, colocando o resultado em Caldas RC - 32 vs Guimarães RUFC – 29. A festa explodiu.
Alinharam pelo Caldas RC: Afonso Montargil, Afonso Oliveira, Afonso Pessegueiro (2T, 1P), Álvaro Jasmins, António Maltez, Carlos Prieto, Francisco Oliveira, Gonçalo Cordeiro, Guilherme Colmonero, João Pedro Lamy, João Salvador, José Contreras, Rafael Marcos, Rodrigo Henriques (Cap.) (1E), Ricardo Correia, Ricardo Lopes, Rodrigo Ribeiro, Rodrigo Santos (1E), Ruben Santos, Salvador Palhoto, Tomás Santos; Treinador: Patrício Lamboglia; Diretores de Equipa: António Maltez e António Ferreira Marques; Fisioterapeuta: Érica Balseiro/Physioclem.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar