Login  Recuperar
Password
  21 de Julho de 2019
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Caldas / Cultura, Caldas da Rainha
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Bordados das Caldas em exposição na capela Ermida de São Sebastião

Até ao dia 23 de dezembro decorre a exposição e venda do Bordado das Caldas da Rainha, organizadas pela Associação do Bordado das Caldas da Rainha ou Bordado Rainha D. Leonor, com o apoio do Município e do Centro Hospitalar do Oeste, na capela Ermida de São Sebastião, no cimo da Praça da Fruta. Lá é possível encontrar todo o tipo de peças com o bordado das Caldas, que é “feito de linho grosso, não técnico, com cores douradas e terminação em franja de diversas texturas”, e ainda a coleção de joias “The Heart of Queens”.

04-12-2018 | Mariana Martinho

Diversas peças do Bordado das Caldas estão em exposição na capela
[+] Fotos
Diversas peças do Bordado das Caldas estão em exposição na capela
Na exposição, aberta todos os dias entre as 10h00 e as 12h30, e as 14h30 e as 18h00, estão várias peças das bordadeiras das Caldas da Rainha para venda, como panos, naperons, toalhas de rosto, sacos de cheiro, imanes para o frigorífico, babetes, ou seja, “podemos encontrar um bocadinho de tudo para quem queira oferecer uma prenda de natal”.
Segundo a presidente da associação, Principelina Louçã, “este ano temos uma inovação, além do bordado também temos a coleção de joias para venda”.
Principelina Louçã também referiu que esta iniciativa nos anos anteriores tem corrido muito bem, e por isso, “este ano estamos com a expetativa que corra da mesma forma”.
Os bordados encontram-se todos identificados com as etiquetas, que a associação fornece às bordadeiras, identifica as caraterísticas dos bordados e tem uma pequena história em português, inglês e francês.
Neste momento, a Associação do Bordado das Caldas da Rainha, que tem apenas dois anos de existência conta com doze bordadeiras. Mas a ideia, segundo a responsável, passa por aumentar o número de pessoas que executa este complexo bordado e ainda “cativar a juventude para o bordado, de modo a que isto possa perdurar”. “Senão esta tradição vai acabar por morrer connosco”, referiu Principelina Louçã.
Para esta exposição, a associação contou com a colaboração da caldense Inês Carvalho, aluna do mestrado em Turismo, Território e Património da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, que elaborou e estruturou o convite da mostra, bem como o respetivo flyer.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar