Login  Recuperar
Password
  19 de Setembro de 2019
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Caldas / Sociedade, Caldas da Rainha
Gravar em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Câmara reabriu as Termas

Em dezembro de 2015, o Estado cedeu o hospital, o Parque D. Carlos I e a Mata Rainha D. Leonor à autarquia. Suspensos há vários anos devido à presença da bactéria “legionella”, detetada nas canalizações, os tratamentos no Hospital Termal das Caldas da Rainha foram retomados a 1 de julho, após um investimento da Câmara no valor de meio milhão de euros na requalificação do balneário novo, onde foram feitos melhoramentos.

11-09-2019 |

A Câmara fez um investimento de 200 mil euros na substituição das condutas e da canalização que transporta a água desde as nascentes, localizadas na Mata Rainha D. Leonor, até ao hospital.
Logo na reabertura estavam inscritas para inalações 154 pessoas. Iam ter consultas asseguradas por um corpo clínico de dois médicos, um dos quais Jorge Santos Silva, director clínico da unidade e vice-presidente da Sociedade Portuguesa de Hidrologia Médica.
Havia também 62 inscrições para tratamentos músculo-esqueléticos, área que, no entanto, só irá ser disponibilizada dentro de um ano, na ala sul do Hospital Termal, edifício que irá ser submetido a uma intervenção orçada em mais meio milhão de euros.
A estimativa é que a obra, que inclui uma zona de banheiras, esteja concluída no próximo verão.
Depois desta segunda fase, a câmara avançará para a última intervenção de recuperação do património termal com mais um investimento de 600 mil euros no rés-do-chão do balneário novo, onde será construída uma área para tratamentos de duches e banheiras e uma piscina termal.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar