Login  Recuperar
Password
  29 de Outubro de 2020
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Ocorrências
Gravar em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Mulher internada por ter omitido cadáver do pai

A mulher que em 2016 viveu com o pai morto dentro de casa, nas Caldas da Rainha, ocultando o cadáver e beneficiando da pensão de aposentação do idoso, ao longo de, pelo menos, seis meses, o que lhe fez merecer uma medida de internamento por um período máximo de oito anos, por ter sido considerada inimputável e perigosa, foi entregue na semana passada ao hospital-prisão de Caxias, no concelho de Oeiras, para começar a cumprir a ordem determinada pelo Tribunal de Leiria a 12 de março deste ano.

09-09-2020 |

Considerada uma "pena de segurança", é a resposta aos crimes de profanação de cadáver e burla tributária e informática de que era acusada, relacionada neste caso com o uso do cartão multibanco do pai e o levantamento das reformas.
A arguida aguardou em liberdade o trânsito em julgado do processo, sendo agora internada.
Amália Maria, de 62 anos, sofre de psicose esquizofrénica paranóide crónica, agravada pela presença de alucinações auditivas.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar