Login  Recuperar
Password
  25 de Setembro de 2017
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Caldas / Economia, Caldas da Rainha
Gravar em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Oito anos para pagar casa nas Caldas

A plataforma de simulação gratuita de produtos financeiros ComparaJá.pt analisou quantos anos os habitantes de cada distrito do país necessitariam de trabalhar para pagar uma casa, tendo em conta o salário médio e o custo médio por metro quadrado da sua região. Os resultados demonstram que em Leiria serão necessários quase sete anos de trabalho, cerca de menos nove anos do que em Lisboa.

06-12-2016 | Francisco Gomes

O distrito de Leiria apresenta, entre os seus municípios, uma grande disparidade entre os anos que são necessários produzir para comprar casa. Um residente da Nazaré precisa de produzir durante treze anos para conseguir comprar uma casa naquela localidade. No outro extremo da tabela encontra-se Porto de Mós, onde só é necessário produzir durante quatro anos para adquirir uma habitação própria. No Bombarral são precisos seis anos e em Peniche cerca de nove anos.
De resto, municípios populosos como Caldas da Rainha, Pombal, Leiria ou Alcobaça encontram-se a meio da tabela neste indicador. Nestes municípios, o número de anos de produção necessários para comprar casa oscila entre perto de seis anos e meio em Pombal, Batalha e Leiria, oito anos nas Caldas da Rainha, e nove em Óbidos, segundo a plataforma ComparaJá.pt.

Francisco Gomes
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar