Login  Recuperar
Password
  23 de Julho de 2018
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Caldas / Cultura
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Congresso Internacional de Organologia no Museu José Malhoa

O Museu José Malhoa acolheu, entre os dias 3 e 7 de julho, o Congresso Internacional de Organologia - 7º Encontro Científico Internacional para o Estudo sobre o Som e Instrumentos Musicais, organizado pela Animusic. Esta iniciativa reuniu cerca de 60 congressistas das mais diversas nacionalidades e construtores de instrumentos musicais da região, como o construtor Orlando Trindade, das Caldas da Rainha, e Eusébio Instruments Maker - Luthier D'Óbidos.

11-07-2018 | Mariana Martinho

O encontro promoveu diversas sessões teóricas e cientificas no Museu José Malhoa
O encontro promoveu diversas sessões teóricas e cientificas no Museu José Malhoa
Ao longo de cinco dias, o encontro, que esteve aberto à comunidade, promoveu diversas palestras, concertos, recitais, exposições, workshops, bem como oficinas ao livre, como a construção de flautas de bambu com Luís Vale. Este encontro, organizado pela Animusic (Associação Nacional de Instrumentos Musicais), tem como objetivo o “reconhecimento universal dos instrumentos musicais como parte integrante da vida humana desde sempre, apostando no estudo, preservação e dinamização positiva deste património, simultaneamente produto e fomentador da evolução, onde engenho e arte se fundem”.
Para a presidente da Animusic, Patrícia Lopes Bastos, o “evento correu muitíssimo bem, tendo superado as nossas expetativas”. Igualmente mostrou-se muito satisfeita com a localização escolhida este ano para o encontro.
Além do reconhecimento universal dos instrumentos musicais, a organização também procura “todos os anos escolher um local e datas diferentes, alternando norte, centro e sul do país”, de modo “a promover o trabalho realizado em Portugal, dando-lhe visibilidade e reconhecimento pela comunidade internacional”.
Nesta edição, a organização focou-se nos instrumentos de sopro e metal, e ainda proporcionou diálogos sobre o património cultural, em paralelo com as teorias e tecnologias mais avançadas, com aplicações num amplo modo interdisciplinar.
Além das diversas sessões teóricas e científicas, que decorreram no Museu José Malhoa, o evento também permitiu que os congressistas visitassem a “riqueza patrimonial da região”, como foi o caso do Museu da Cerâmica, Centro de Artes, Foz do Arelho e Óbidos.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar