Login  Recuperar
Password
  8 de Dezembro de 2019
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Caldas / Sociedade
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Rearborização com plantação de jovens árvores na Mata Rainha D. Leonor

Comemorando o Dia da Floresta Autóctone, iniciou-se no dia 20 de novembro a plantação de cerca de 250 jovens árvores, na Mata Rainha Dona Leonor, trabalho realizado por uma equipa do Centro de Educação Especial Rainha Dona Leonor, que desempenha funções de colaboração na gestão e manutenção deste espaço.

04-12-2019 |

Novas plantações estão a preencher clareiras que existiam na Mata
Novas plantações estão a preencher clareiras que existiam na Mata

Mais de 2050 jovens plantas foram cedidas, em setembro, pelos Viveiros do Furadouro, do Olho Marinho, em Óbidos. Ainda, ficou a possibilidade de se vir a estabelecer no futuro uma colaboração direta com a União das Freguesias de Caldas da Rainha – Nª Sra. do Pópulo, Coto e São Gregório, para continuar a promover a preocupação no sentido das plantações, pelo cuidado pelo meio ambiente e dos espaços verdes da cidade. 

As jovens plantas são na sua maioria de espécies autóctones e/ou já naturalizadas em território português e na região. As plantações realizadas nesta primeira fase de implantação fizeram-se na zona mais a este, na mata superior, por detrás do pavilhão e do estádio, onde existem várias clareiras, algumas consequência de quedas de árvores de muito grande porte, em intempéries passadas, outras resultado efetivo da limpeza de áreas que estavam infestadas de espécies invasoras, como a acácia. 

Foram também colocadas em todas as plantas, malhas de sinalização e proteção, que servem para dar mais visibilidade às plantas, de forma a não serem danificadas.

Para além desta intervenção de plantações, que é essencial para a evolução e continuidade dos espaços, existe também a necessidade de realizar outro tipo de intervenção, como a limpeza de vegetação, podas e abates. Em outubro foram realizados alguns abates necessários em exemplares que apresentavam problemas no seu estado vegetativo e risco de queda sob caminhos, bens e pessoas. 

Estas intervenções foram realizadas de forma gradual e com recurso a uma equipa especialista em técnicas de arboricultura, reconhecendo a importância, o valor e o caráter da mata. 

Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar