Login  Recuperar
Password
  21 de Junho de 2018
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Caldas / Sociedade, Educação
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

350 alunos do primeiro ciclo do Agrupamento de Escolas D. João II visitaram a “escola-mãe”

A chuva não impediu o sucesso do Dia do Agrupamento de Escolas Dom João II. Foi um dia especial em que a Escola D. João II esteve voltada para o exterior e em que os seus professores e 1100 alunos se uniram para mostrar à comunidade o que ali se faz de melhor. Do departamento de línguas, às ciências e matemáticas, sem esquecer o desporto e as artes, houve atividades para todos os gostos. Durante o evento os alunos tiveram oportunidade de assistir à interpretação de Rafael Bordalo Pinheiro, feita com primor e boa disposição, pelo ator José Ramalho.

13-06-2018 | Marlene Sousa

Tabela periódica representada com queques de cores diferentes
[+] Fotos
Tabela periódica representada com queques de cores diferentes
Cerca de 350 alunos do primeiro ciclo (3º e 4º anos) do Agrupamento de Escolas D. João II tiveram oportunidade de visitar a “escola-mãe” do seu agrupamento, no dia 7 de junho.
Com o objetivo de facilitar a sua transição para o 5º ano, para um estabelecimento de ensino maior do que a escola primária, os recém-chegados receberam uma visita guiada dos alunos mais velhos, que os encaminharam pelas várias atividades e almoçaram no refeitório da escola.  Os estudantes mais novos puderam tirar todas as dúvidas junto dos alunos mais velhos e professores.
“Queremos que os nossos alunos se sintam felizes, motivados e que encontrem na sua escola um espaço de partilha e descoberta, de desenvolvimento de competências e de valores”, disse o diretor do Agrupamento, Jorge Graça. Este responsável pretende criar uma equipa entre os encarregados de educação e a escola, querendo que os pais “participem e colaborem, sugerindo e refletindo em conjunto connosco, no papel que lhes incube no desenvolvimento harmonioso dos seus educandos”.
Exposições, laboratórios, artes, línguas (alemão, inglês, francês e espanhol), entre outras atividades, marcaram o Dia do Agrupamento D. João II.
Resultando de uma parceria com o Agrupamento de Escolas D. João II, a Raiz Editora participou no Dia Aberto com a dinamização de experiências na sala das ciências.
Foi uma novidade que agradou aos alunos, nomeadamente os mais novos, que ficaram espantados com as experiências que intitularam como “magia”.
Duas professoras da Raiz Editora dinamizaram um conjunto de experiências como alterar o sentido da seta, apagar uma vela sem soprar e sem lhe tocar produzindo dióxido de carbono, ou quantos grãos de arroz se conseguem apanhar com um lápis. “O nosso trabalho na editora é partilhar com os alunos estas iniciativas de apoio à escola, onde eles estão mais atentos do que na própria aula”, disse Vítor Reis, coordenador de representantes editorais na Raiz Editora.
Na sala de ciências os alunos puderam observar e mexer nos órgãos do animal suíno, como o coração, pulmões, encéfalo e fígado.
Uma outra novidade este ano no âmbito das ciências foi a microbiologia, com a observação de bactérias do iogurte ao microscópio, observação de seres vivos microscópicos e ainda como podemos fazer crescer os micróbios ou cultivar um tipo de fungo chamado bolor do pão.
Na área da saúde, como já é habitual, houve uma ação de sensibilização para a alimentação saudável, alertando para a diminuição de consumo de açúcar e sal.
Uma proposta lúdica foi a tabela periódica representando metais, semi-metais e não-metais e os respetivos números atómicos. Estes grupos eram representados com queques de cores diferentes (amarelo, laranja e verde), que foram confecionados por uma auxiliar. As crianças colocavam os queques pelo número atómico representado no respetivo lugar da tabela.
Quanto às atividades desportivas, muito assistido e aplaudido foi o jogo de futebol que decorreu no ginásio da escola entre a equipa de desporto escolar dos infantis da D. João II com alguns jogadores do plantel do Caldas.
Também o departamento de línguas (alemão, inglês, francês e espanhol) dinamizou várias atividades. Os alunos de alemão fizeram uma venda de bolos para angariar dinheiro para o intercâmbio na Alemanha no próximo ano letivo. Segundo Eduarda Branco e Inês Carvalho, do 7º ano, “várias estudantes daquele país vieram às Caldas na altura do carnaval e passaram aqui cinco dias connosco e estamos agora a tentar arranjar verba para também irmos à Alemanha com o objetivo de aprender mais esta língua estrangeira”.
O ator José Ramalho não só interpretou Bordalo como levou à escola o seu projeto “Contos do Mundo”. “A Princesa e a Ervilha” e "O Patinho Feio" foram os contos retratados na escola. Para o espetáculo, José Ramalho utilizou originais marionetas construídas a partir de objetos do quotidiano, desde funis a cestos de vime, mas tendo cada utilização uma explicação por aquilo que simbolizam. “O objetivo é fazer refletir sobre a plasticidade e criatividade e um apelo à diferença”, referiu o ator.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar