Login  Recuperar
Password
  21 de Janeiro de 2019
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Ocorrências
Gravar em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Esfaqueou padrasto que batia na mãe

09-06-2011 |

Um jovem com 23 anos está indiciado de tentativa de homicídio depois de ter esfaqueado o companheiro da mãe, que estaria a praticar um crime de violência doméstica. Tudo se passou no dia 4 de Junho, cerca das duas da madrugada, na zona dos Casais da Serralheira, no Coto, quando um homem de nacionalidade cabo-verdiana de 36 anos, ilegal no território nacional, estaria a maltratar a mãe do jovem português, informou fonte da GNR. O rapaz, ao verificar tal situação, agrediu o imigrante com uma arma branca e atingiu-o de forma violenta por cinco vezes nas costas, carecendo de internamento e de intervenções cirúrgicas no Hospital das Caldas, onde permanece internado. Os bombeiros das Caldas foram chamados ao local e evacuaram o homem para o hospital, onde foi alvo de uma intervenção cirúrgica. Segundo fonte hospitalar, foram cuidados os cinco golpes profundos que apresentava na zona dorsal e lombar, tendo os médicos realizado uma drenagem torácica e uma exploração abdominal para verificarem se não haveria nenhum órgão atingido. No fecho desta edição encontrava-se estável e livre de perigo e a recuperar bem das intervenções e dos ferimentos, informou fonte hospitalar. Os operacionais do INEM voltaram ao local do crime para transportar o jovem agressor, porque apresentava feridas num braço. A patrulha da GNR esteve também na residência onde ocorreu o alegado crime e procedeu à detenção do jovem, nas imediações da habitação onde tudo terá ocorrido, uma vez que o mesmo se tinha posto em fuga. O rapaz ficou detido e foi presente ao juíz de instrução criminal, em Rio Maior, onde recebeu como medida de coação apresentações três vezes por semana (segundas, quartas e sextas-feiras), às autoridades policiais, informou fonte da GNR. Carlos Barroso
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar