Login  Recuperar
Password
  17 de Fevereiro de 2019
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Opinião
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Coleccionismo

01-10-2008 |

Coleccionismo
Coleccionismo
Numismática Por: Luís Manuel Tudella Moeda em Ouro - Comemorativa VIII – Centenário de Pedro Hispano PAPA - João XXI Ao longo da nossa história com mais de oito séculos, tivemos figuras notáveis que se distinguiram pelos mais diversos motivos; mas houve uma, que pelas suas qualidades inatas, se evidenciou superiormente na área da medicina e teologia, foi ele, Pedro Hispano. De entre os seus discípulos, destacam-se São Tomás de Aquino (* 1225 em Roccasecca – Frosinone, + 07-03-1274 em Fussanova – Itália. Canonizado em 18-07-1323 em Avinhão pelo Papa João XXII, foi frade dominicano e teólogo, sendo proclamado Santo e cognominado Doutor pela Igreja Católica) e São Boaventura (* 1217 ou 1221 em Bagnuregi – Itália, + 15-07-1274 em Lyon – França. Canonizado em 14-04-1482 em Roma pelo Papa Sisto IV, bispo, teólogo e reconhecido Doutor da Igreja: foi também Ministro da Ordem Franciscana, Arcebispo e Cardeal, caracterizando-se por uma pessoa muito simples e de bom trato, em especial para com os mais desprotegidos. Pedro Hispano, mais tarde, (João XXI), veio a exercer o poder papal, sendo o único papa português, desde da fundação de Portugal até aos dias de hoje. Mas, para melhor compreender quem foi Pedro Hispano, segue um resumo do seu historial. Pedro Julião de nascimento, também conhecido por Pedro Hispano, nasceu em Lisboa, sendo desconhecida a sua data, mas provavelmente antes do ano de 1226, naquela que é hoje a freguesia de S. Julião, filho de Julião Rebelo, médico e de Teresa Gil. Iniciou os seus estudos na escola episcopal de Lisboa, vindo mais tarde a estudar na Universidade de Paris, tendo como seu mestre, o notável São Alberto Magno (*1193 ou 1206, na Baviera, e +15-11-1280 em Colónia na Alemanha; foi beatificado no ano de 1622 e canonizado no ano de 1931 pelo Papa XI); onde aí estuda medicina e teologia, especializando-se em palestras de dialéctica, lógica e sobretudo a física e metafísica de Aristóteles. No ano de 1246 a 1252, ensinou medicina na Universidade de Siena, onde escreveu obras, entre as quais se destaca o "Tratado Summuloe Logicales", tendo sido o manual de referência em toda a Europa, sobre lógica aristotélica, durante mais de 300 anos e sendo editado por 260 vezes e traduzido para o grego e o hebraico. A prova da cultura científica encontra-se na obra "De oculo", um tratado sobre oftalmologia, que foi seguido e ensinado durante décadas nas Universidades Europeias. Quando o pintor Miguel ngelo sofreu de graves problemas visuais, devido ao árduo trabalho empregue na decoração da Capela Sistina, encontra a cura numa receita de autoria de Pedro Julião. No domínio da teologia é autor de "Comentários ao pseudo – Dionísio". - É nomeado Arcebispo de Braga pelo Papa Gregório X (1272-1274). - É nomeado Cardeal - bispo de Frascati entre 1274-1276. - Eleito o 188º. Papa, no conclave realizado em Viterbo, sucedendo ao Papa Adriano V a 13-09-1276, onde adopta o nome de João XXI. O seu pontificado foi muito curto (8 meses), marcado por um período muito perturbado por tensões políticas e religiosas, com alguns cardeais a sofrerem violências físicas. -Leva por diante uma missão iniciada por Gregório X de reunir a Igreja Grega à Igreja Ocidental. -Tenta a reconciliação de grandes nações europeias dentro do espírito da unidade cristã, enviando legados a Rodolfo de Habsburgo da Alemanha, e Carlos de Anjou a Castela. - Papa de sensibilidade notável, tanto recebendo ricos como pobres, ouvindo-os e aconselhando-os brilhantemente sobre os temas expostos. - Dante, poeta italiano de nomeada, na sua famosa "Divina Comédia", coloca a alma de João XXI no Paraíso. - O rei de Aragão Afonso X de Leão e Castela, cognominado de o "Sábio", elogia-o em forma de canção no "Paraíso", no canto XII. - No ano de 1277, retira-se para a cidade de Viterbo, doente, onde veio a falecer a 20-05-1277, com 51 anos de idade. A INCM, entendeu perpetuar a existência desta ilustre personagem, tão mal conhecida e estudada dos portugueses, com a cunhagem de uma soberba moeda em prata proof., ouro, e prata corrente ,de valor facial de 5 Euro, pela passagem do seu VIII Centenário. É a primeira vez que este vulto histórico é contemplado com a emissão de uma moeda, fazendo-se justa homenagem a um homem que tão bem soube aplicar a sua ciência e os seus pensamentos. A moeda de ouro é bastante procurada não só pelos numismatas, como também pelas entidades religiosas. O motivo, a sua mensagem e o seu ineditismo dão-nos a percepção de estarmos frente a uma moeda com forte impacto e de uma peça muito bem conseguida. A moeda encontra-se esgotada na INCM, pelo que o seu valor real presentemente aumentou mais de 50%. As características desta moeda são as seguintes: Anv: No campo apresenta a sequência de arcos ogivais, sobreposto pelo escudo nacional na parte inferior. O valor facial na orla inferior, e na orla superior, a legenda *República Portuguesa – 2005 *. Rev: Ao centro apresenta a figura estilizada da ilustre personagem a três quartos com as vestes papais, segurando com a mão direita o báculo e com a esquerda os evangelhos, ladeando o báculo de um lado a era "2005", e do outro o "brasão e a era 1205". Estes elementos estão orlados pela legenda *João XXI: Papa – VIII Centenário de Pedro Hispano – Médico". Autora Isabel Carriço. Moeda corrente de prata: Valor facial 5 Euro; 30 mm de diâmetro; 14 gr de peso; toque 500/1000; bordo, serrilhado (300.000 exemplares). Moedas de Prata proof: Valor facial 5 Euro; 30 mm de diâmetro; 14 gr de peso; toque 925/1000; bordo, serrilhado. (15.000 exemplares). Moeda de Ouro Proof Valor facial 5 Euro; 30 mm de diâmetro; 17,5 gr de peso; toque 916,6/1000; bordo, serrilhado (7.500 exemplares). Setembro 2008
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar