Login  Recuperar
Password
  17 de Dezembro de 2018
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Caldas / Sociedade, Caldas da Rainha
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Junta levou 300 idosos de comboio como forma de alertar Governo para a necessidade da modernização da Linha do Oeste

02-09-2010 |

Junta levou 300 idosos de comboio como forma de alertar Governo para a necessidade da modernização da Linha do Oeste
Junta levou 300 idosos de comboio como forma de alertar Governo para a necessidade da modernização da Linha do Oeste
Pôr 300 idosos a andar de comboio foi a forma que a Junta de Freguesia de Nossa Senhora do Pópulo encontrou para alertar as entidades competentes para a necessidade da revitalização da Linha do Oeste. Os autarcas do Oeste aguardam pela modernização da Linha do Oeste há várias décadas. Ao juntar o útil ao agradável, o presidente da Junta de Freguesia de Nossa Senhora do Pópulo, Vasco Oliveira decidiu este ano fazer o XV passeio social dos seniores de comboio à Figueira da Foz não só proporcionado uma viagem mais cómoda mas sensibilizar o Governo para a requalificação da linha ferroviário. Para Vasco Oliveira, o desinvestimento neste serviço público tem sido por demais evidente.Temos tido promessa de todos os governos, que havia requalificação desta linha e até hoje ainda não se fez”, disse o autarca, acrescentando que “o passeio social dos seniores de comboio serviu para chamar a atenção do Governo para a importância da Linha do Oeste não só turisticamente mas também a nível de comboio de mercadorias”. Segundo Vasco Oliveira, os investimentos na Linha do Oeste têm sido sucessivamente adiados. O autarca alerta para a "degradação dos padrões da oferta na Linha", e para “os horários não adaptados ao fluxo de passageiros”. Deu o exemplo dos horários no verão para a praia de São Martinho do Porto que não correspondem minimamente às necessidades das pessoas. “Está dentro dos possíveis”, foram as palavras de José Ventura, Chefe de equipa comercial  da CP  (Comboios de Portugal) perante a pergunta do estado da Linha do Oeste. O responsável pela organização deste passeio recusou-se falar das condições da linha ferroviária referindo que em termos comerciais a procura tem sido boa. “Temos um grupo grande da Junta de Freguesia da Rigueira de Pontes que todos os anos faz o seu passeio social connosco na Linha do Oeste”, revelou, acrescentando que foi a primeira vez que colaboraram com a Junta de Freguesia Nossa Senhora do Pópulo, esperando recebê-los novamente, aconselhando um passeio a Setúbal, fazendo a travessia da Ponte 25 de Abril.  Proporcionar uma viagem diferente e mais confortável também foi o objectivo do presidente da Junta ao levar os seniores de trem para a Figueira da Foz. “Uma viagem de comboio oferece outra forma de viajar principalmente para as pessoas idosas que têm mais dificuldade em subir para o autocarro”, referiu o autarca.  De comboio ou de autocarro, estes passeios “são sempre um momento de convívio e partilha para os seniores das Caldas”, assinalou o Presidente da Junta, adiantando que para muitos “é uma oportunidade de reencontrarem amigos de fazer novas amizades e de partilhar momentos de felicidade”.  Um comboio especial, só para o grupo partiu da estação das Caldas no passado dia 26 de Agosto às 7h50 da manhã.  A bordo viajaram 300 idosos, acompanhados pelos elementos do executivo da Junta, que chegaram à Figueira da Foz às 9h34. O almoço em piquenique decorreu no Parque de Merendas da Gala com direito a um bailarico ao som do acordeão. Com um passeio pela cidade da Figueira da Foz, os seniores tiveram ainda a oportunidade de visitar a praia que é conhecida, sobretudo pelo seu extenso areal. Segundo Vasco Oliveira, a viagem de comboio não foi tão fácil de organizar como as de autocarro. “Tem uma logística diferente, é preciso contactar muita gente”, revelou, acrescentando ainda que “é um pouco mais dispendioso do que os passeios de autocarro”. Cerca de cinco mil euros foi o orçamento total do passeio. O aluguer do comboio que teve que ser pago antecipadamente à  CP (Comboios de Portugal) custou 1750 Euros. “Tivemos que alugar uns autocarros para levar os idosos ao Parque de Merendas da Gala e depois de regresso à cidade da Figueira da Foz”, explicou o autarca. Até o final de do seu mandato Vasco Oliveira pretende fazer outra viagem de comboio, até Setúbal. Para o ano que vem está a passar levar os seniores até Mora, Santarém e Évora. “Queremos fazer viagens mais duradouras em cada cidade para dar mais tempo aos seniores para visitar os locais”, apontou o autarca. A descida do Douro de barco é outro passeio que Vasco Oliveira pretende fazer com os seniores da freguesia. Como já é habitual, acompanhou o executivo da Junta de Freguesia de Nossa Senhora do Pópulo, o delegado de saúde,  Jorge Nunes que este ano não teve que prestar assistência a ninguém.     Marlene Sousa
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar