Login  Recuperar
Password
  7 de Agosto de 2020
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Cadaval
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Comemorações do Feriado Municipal do Cadaval

José Bernardo destacou os “grandes investimentos em curso” no concelho

No dia 13 de janeiro celebra-se o Feriado Municipal no Cadaval, que assinala os 122 anos da restauração do concelho. Para esse dia está previsto um leque de atividades diversas, de âmbito cultural e desportivo, incluindo o descerramento de placa toponímica, em homenagem ao antigo presidente de junta, Viriato Geada de Carvalho. Além da programação das comemorações do Feriado Municipal, o presidente da Câmara Municipal, José Bernardo Nunes, também explicou, em entrevista ao JORNAL DAS CALDAS, quais são os “grandes investimentos em curso” este ano para o município.

08-01-2020 | Mariana Martinho

O presidente da Câmara Municipal, José Bernardo Nunes
O presidente da Câmara Municipal, José Bernardo Nunes

JORNAL DAS CALDAS - As comemorações do Feriado Municipal no Cadaval, que assinalam os 122 anos da restauração do concelho, começam dois dias antes. Que atividades estão previstas? 


José Bernardo Nunes - Este ano, como o dia do feriado municipal é uma segunda-feira, decidimos começar as comemorações dois dias antes. No sábado, dia 11, pelas 15h00, realiza-se a inauguração da exposição de pintura de Selma Saraiva Fuster, com o tema “Estudos sobre retratos Célebres”, na Biblioteca Municipal do Cadaval, seguida da cerimónia de entrega dos prémios municipais de mérito escolar e mérito desportivo ano letivo 2018/2019, pelas 15h30.

No domingo, dia 12, pelas 10h30, decorre uma prova de corta-mato infantil, no parque de lazer (junto à biblioteca municipal) e às 15h30 acontecerá o concerto de ano novo, pelo grupo coral do Cadaval, na Igreja Matriz do Cadaval.

No dia do feriado, o programa comemorativo começa com o hastear da bandeira, pelas 10h00, nos Paços do Concelho, onde estará presente a fanfarra dos bombeiros voluntários do Cadaval, seguida da cerimónia de entrega dos diplomas do orçamento participativo 2019 e lançamento do orçamento participativo 2020, pelas 10h30, no auditório municipal, e ainda a entrega dos prémios do sorteio “Natal é no comércio tradicional”. Pelas 12h00 decorre a eucaristia pelos beneméritos do concelho na Igreja matriz do Cadaval, e às 15h00 será a vez do concerto de solistas da Academia de Música de Óbidos, no auditório Valentina de Abreu, no quartel dos bombeiros do Cadaval.

Também haverá pelas 16h30 o descerramento de uma placa toponímica em homenagem ao antigo presidente de junta, Viriato Geada de Carvalho, numa iniciativa da União de Freguesias de Lamas e Cercal, na Rua Combatentes do Ultramar, na Murteira, junto à paragem de autocarros.


J.C.- A Câmara do Cadaval já aprovou o orçamento para 2020, no valor de 13 milhões de euros. Que obras estão cabimentadas no orçamento?


J.B.N-Todos os orçamentos da Câmara Municipal nos últimos seis anos têm sempre muita influência dos financiamentos que temos com os fundos comunitários. Este é um concelho pequeno e com poucas receitas, e só com os fundos comunitários é que conseguimos efetivamente realizar as obras. 

Nesse sentido, o orçamento aprovado assegura os grandes investimentos em curso, nomeadamente a construção da 2ª fase do CRO – Centro de Recolha Oficial (vulgo “canil municipal”), no valor de 100 mil euros, mas no total custará 380 mil euros. Ainda estão previstas obras como a construção de percursos pedonais em todo o concelho. 

Este projeto, que não se iniciou mais cedo porque não tinha o apoio dos fundos comunitários, terá o custo de um milhão e setecentos mil euros. É claro que era altamente incomportável de fazer isto com os meios próprios, sendo financiado em 85%. 

A primeira fase já foi aprovada, no valor de 770 mil euros, e acabámos de nos candidatarmos à segunda fase, que esperamos que também seja aprovado mais de um milhão de euros para podermos levar a cabo essas ditas vias pedonais por todas as freguesias do concelho. 

Igualmente pretendemos fazer um levantamento do que ainda falta fazer no concelho e lançar um concurso de grandes dimensões para levar a cabo o projeto de não deixar nenhuma casa sem pavimento à porta.

É expectável que durante o ano 2020 se consiga lançar esse concurso.

Além disso queremos realizar alguns arranjos urbanísticos e continuar a modernizar a rede de saneamento.  

No que diz respeito às obras de grande volume, vamos iniciar o projeto de requalificação do espaço das antigas oficinais municipais e zona envolvente, orçado em 1,1 milhões de euros. 


J.C.- A OesteCIM - Comunidade Intermunicipal do Oeste aprovou nova redução do valor dos passes da região Oeste para Lisboa. Em relação a essa medida, qual é a sua opinião?


J.B.N -Esta questão é sem dúvida nenhuma muito importante mas acho que estamos nós, municípios, a combater uma lacuna da administração central, que só se preocupou em financiar a área metropolitana de Lisboa e do Porto, em detrimento do resto do país. Perante essa lacuna, nós, OesteCIM, decidimos agir, atribuindo no início do ano passado um subsídio de 30% no valor dos passes.  

Mais uma vez resolvemos o problema da nossa população e da administração central, que nos vai transferir menos dinheiro daquele que transferia, o que é uma injustiça muito grande. 


Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar