Login  Recuperar
Password
  21 de Novembro de 2019
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Caldas / Cultura, Caldas da Rainha
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Inscrições para brincar

Depois de finalizado o recrutamento de três Guardiões do Brincar (voluntários que monitorizam e acompanham o grupo de crianças enquanto brincam) para as Caldas da Rainha, estão abertas agora as inscrições para as crianças pertencerem ao grupo de brincadores.

11-09-2019 |

As crianças poderão fazer várias brincadeiras (foto Ricardo Graça)
As crianças poderão fazer várias brincadeiras (foto Ricardo Graça)
A iniciativa é desenvolvida pela Ludotempo – Associação de Promoção do Brincar. Todos os sábados, das 10h30 às 12h30 ou das 17h30 às 19h30, em local a confirmar, há um grupo que se junta para brincar de forma livre e espontânea na rua onde vive, durante duas horas. As crianças podem correr, saltar, construir casas para borboletas, transformar cartões em castelos ou foguetões, desenhar percursos com giz no chão ou fazer outras brincadeiras.
O projeto, cofinanciado pelo Programa Operacional Inclusão Social e Emprego, Portugal Inovação Social e UEFA Foundation for Children, surge como uma resposta ao panorama atual: Uma em cada três crianças em Portugal tem excesso de peso (com dados de sedentarismo alarmantes); as crianças passam, em média, duas horas e meia a quatro horas por dia em frente a ecrãs; 70% das crianças passa menos de uma hora por dia ao ar livre; Baixo nível de competências motoras, pessoais e sociais - autonomia, resolução de conflitos, responsabilidade, empatia, entre outros -, determinantes para o desenvolvimento saudável de uma criança.
A metodologia que permite que as crianças possam brincar na rua, de forma livre, em segurança, é destinada a crianças entre os 4 e os 12 anos.
Os voluntários que estão com as crianças passaram por um processo de recrutamento (currículo, entrevista e entrega de registo criminal) e formação. A Zona do Brincar (local onde o grupo de brincadores e guardiões se reúne para brincar) é atentamente avaliada pela equipa do Brincar de Rua, em parceria com o Município.
A inscrição custa 40 euros e é válida até junho de 2020. Inclui seguro de acidentes pessoais e aquisição de materiais de brincadeira para o grupo.
Mais informações no site www.brincarderua.pt.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Escolhas do Editor
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar