Login  Recuperar
Password
  5 de Abril de 2020
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Caldas / Cultura
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Inauguração da exposição de pintura “Reencontro” de Cristina Horta

“Reencontro”, é como se designa a exposição de pintura de Cristina Horta, na Galeria de Exposições do Espaço Turismo das Caldas da Rainha, que foi inaugurada no dia 12 de janeiro.

15-01-2020 |

 Exposição de Cristina Horta é o primeiro ato de partilha dos seus trabalhos dos últimos seis anos
[+] Fotos
Exposição de Cristina Horta é o primeiro ato de partilha dos seus trabalhos dos últimos seis anos

A sala de exposições encheu para a cerimónia inaugural, que teve a presença da vereadora da Cultura, Maria da Conceição Pereira. “A comparência, nesta exposição, de tantas pessoas, amigos, incluindo muita gente que veio de fora, individualidades de Caldas”, é para Cristina Horta, uma “reação tão calorosa que muito me honrou e deu-me um profundo incentivo na continuação desta minha atividade que ocupa um lugar central na minha vida e se expressa agora como um reencontro e uma reconstrução de mim mesma”. 

Cristina Horta começou a desenhar e a pintar muito jovem, durante a infância e adolescência, destacando-me sempre nas aulas de desenho no liceu. Resultado do trabalho que fazia com continuidade, fez duas exposições com 18 e 19 anos na Sociedade de Estudos de Lourenço Marques (Maputo). Viveu intensamente a expressão plástica até à altura em que o tempo deixou de o permitir, com as ocupações familiares e profissionais. 

Enquanto conservadora e diretora do Museu da Cerâmica, doutorada em História de Arte pela Universidade de Lisboa sobre História da Cerâmica das Caldas da Rainha, dedicou a sua “carreira aos museus e à investigação”. “Mesmo assim, em todos os momentos em que podia enchia cadernos e todo o tipo de papéis com desenhos e esboços”, disse ao JORNAL DAS CALDAS, acrescentando que reencontrou a sua paixão 40 anos mais tarde, “revivendo o fascínio dos pigmentos e do mundo colorido que estes permitem”.

A mostra integra algumas obras a óleo sobre tela, como frutos simples, em destaque sobre fundo negro e paisagens marítimas. A maioria das obras é feita a aguarela, usando várias formas de tratamento dos temas que aborda, paisagistas, com uma predileção especial por árvores, a figura humana e outras expressões.

Destaca-se nesta exposição o tema dos “incêndios”, através de paisagens desoladas com árvores queimadas, feitas a partir de fotografias que realizou nos diversos locais.

Segundo a autora, esta exposição é um primeiro “ato de partilha dos meus trabalhos dos últimos seis anos e os vários temas abordados revelam uma busca das técnicas, da manipulação dos materiais e da procura de uma linguagem que tenha algo de meu”. 

“Nestas obras, bem como em todas que farei doravante aplicarei sempre muita observação, prática e muita paixão. E satisfação, porque pintar também tem um carácter lúdico e diverte-me”, referiu Cristina Horta. 

A mostra estará patente até 1 de fevereiro.

Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar