Login  Recuperar
Password
  20 de Outubro de 2019
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Escolhas do Editor, Caldas / Sociedade, Caldas da Rainha
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

124 anos dos bombeiros das Caldas

Ginásio operacional e auditório de honra inaugurados e apresentada nova ambulância

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários das Caldas da Rainha festejou o 124º aniversário no passado domingo, com apresentação de uma nova ambulância, inauguração de um ginásio e do auditório de honra, para além da sessão solene que incluiu juramento de novos bombeiros, promoção a bombeiro de 2ª e atribuição de medalhas e condecorações.

18-09-2019 | Francisco Gomes

Doze bombeiros realizaram juramento de bandeira e integraram o corpo combatente
[+] Fotos
Doze bombeiros realizaram juramento de bandeira e integraram o corpo combatente

Doze novos bombeiros prestaram juramento de bandeira e passaram a integrar o corpo combatente dos soldados da paz caldenses, naquele que foi um dos momentos altos da cerimónia do 124º aniversário da associação humanitária.

Segundo o comandante, Nelson Cruz, “serão o garante da continuidade de uma grande vitalidade que sempre mantivemos ao longo da nossa história”.

O responsável felicitou também todos os outros elementos alvo de distinção, destacando Ruben Soares, que foi promovido a bombeiro de 2ª e os bombeiros que receberam a medalha de altruísmo de trinta anos de serviço, “sacrificando muitas vezes as suas famílias e momentos de descanso”.

O patrono do novo veículo (que custou 41 mil euros, 40% dos quais suportados pela Câmara), José Manuel Ramalho, que ajudou na aquisição, mereceu uma referência especial, assim como Manuel Silva, Hélder Teodoro, Vítor Coutinho, António Monteiro, Manuel Barreto e António Júlio “por terem ajudado a realizar um sonho antigo de termos um auditório que permitisse reunir com todos os bombeiros”.

O comandante não deixou de saudar a Câmara e as juntas de freguesia, “que têm apoiado os bombeiros” e os seus companheiros de comando – o 2º comandante José António e os adjuntos Paulo Martins e Ricardo Soares.

Recordou a perda, nos últimos anos, de nove elementos que “muito deram a esta causa dos bombeiros”, referindo os nomes do comandante Sales Henriques, do 2º comandante do quadro de honra José Domingos, do bombeiro de 3ª do quadro de honra Esmeraldo Dias, do chefe do quadro de reserva João Paulo, dos subchefes do quadro de honra José Pinto e Juventino Costa, do bombeiro de 1ª do quadro de honra Sezinando Sousa, de José Florindo e António Xavier.

Nelson Santos terminou a sua comissão de serviço de comandante, mas renovou essa missão por mais cinco anos, apontando que “a maior dificuldade é definir prioridades com poucos recursos”.

Relatou que ao longo dos últimos cinco anos foi renovado o parque de veículos, com cinco ambulâncias de socorro, oito ambulâncias de transporte de doentes não urgentes, um veículo florestal, um veículo de operações específicas, um veículo de serviços gerais, dois veículos de comando e, pela primeira vez, um veículo de comando de comunicações e um autocarro, no total de vinte viaturas.

Foi feita a maior requalificação de sempre no quartel, tendo sido agora inaugurado um ginásio para os bombeiros terem a possibilidade de melhorar a sua condição física, fundamental para a atividade operacional. Tratou-se de um investimento de cerca de dez mil euros.

A inauguração do auditório de honra, com 110 lugares, numa homenagem aos bombeiros do quadro de honra, foi igualmente referida pelo comandante, que elogiou o apoio da Câmara na criação de uma equipa permanente de reforço operacional e uma equipa de intervenção permanente.

 

“Uma corporação de excelência”

 

“Estou ligado emocionalmente aos bombeiros das Caldas há muitos anos”, começou por dizer Jaime Marta Soares, presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, presente na cerimónia.

“Ter doze novos bombeiros é algo de extraordinário nos tempos que correm”, sublinhou.

Mário Cerol, segundo comandante operacional distrital, falou da “mística” dos bombeiros das Caldas, que é “uma corporação de excelência que dignifica os bombeiros de Portugal”. “Está sempre pronta para colaborar com as corporações vizinhas”, adiantou.

Almeida Lopes, presidente da Federação de Bombeiros do Distrito de Leiria, comentou que “124 anos é um marco que deve ser assinalado e a federação está agradecida por ter uma associação e um corpo de bombeiros desta natureza”.

Aos novos bombeiros, deixou a mensagem de que “temos de ir e temos de voltar, para continuar a salvar”, pedindo para que “não descurem a vossa segurança”. Elogiou também o comandante Nelson Cruz, que “não tem receio de manifestar a sua opinião e em todos os momentos em que é necessário chamar a atenção ele manifesta-se, mesmo quando há alguém que se sinta incomodado com isso”. “Os bombeiros de Portugal precisam de mais bombeiros como este comandante”, frisou.

Tinta Ferreira, presidente da Câmara, destacou o “contributo decisivo dos bombeiros para a comunidade caldense, não só a salvar pessoas e bens, mas no envolvimento social”.

Prestou reconhecimento aos novos bombeiros e aos que têm desempenhado funções, e aos corpos sociais da associação humanitária. Fez notar que “a capacidade de resposta diária dos bombeiros e dos serviços de proteção civil têm sido fundamentais”, apontando como exemplo que “nesta cerimónia alguns tiveram de sair e ir aos Casais de São Jacinto resolver um foco de incêndio que deu algum aparato na comunidade, porque recebi algumas mensagens a perguntar o que se passava, e enquanto estávamos aqui na cerimónia o incêndio ficou resolvido”.

Lalanda Ribeiro, presidente da Assembleia Municipal, disse ter constatado nesta cerimónia vários momentos “emocionantes”. Para além das inaugurações e da cerimónia de juramento de bandeira, ressalvou a altura da promoção de um bombeiro que foi apadrinhado pela namorada, também bombeira, na companhia da filha bebé com poucos meses, aproveitando o autarca para lembrar que “as famílias são importantes para que haja estabilidade no corpo de bombeiros”.

Vítor Marques, presidente da União de Freguesias de Nossa Senhora do Pópulo, Coto e São Gregório, afirmou ter “orgulho” no corpo de bombeiros, apontando que o concelho não tem vivido muitos momentos aflitivos, em comparação com outros, devido à intervenção dos soldados da paz.

Abílio Camacho, presidente da direção da associação humanitária, sublinhou os apoios recebidos para a construção do ginásio e do auditório de honra, e indicou como meta a breve trecho a aquisição de um novo veículo de combate a incêndios florestais.

Vasco Batista, vice-presidente da assembleia geral da associação humanitária, ressalvou que a instituição está a celebrar “124 anos cheios de vitalidade, segurança e com grande estabilidade”. “Posso constatar que o incremento de meios de socorro, a sua qualidade e desempenho tem sido uma constante, e feito de forma equilibrada”, declarou.

 

 

Juramento de bandeira e integração no corpo combatente: Estagiários Vítor Hugo (17,11 valores), Ruben Andrade (17,09), Filipe Costa (16,96), Paulo Nogueira (16,95), Joana Costa (16,85), Telmo Faustino (16, 73), André Vital (16,31), Tatiana Tomé (15,93), Alexandre Tomás (15,11), José Camacho (15,01), Cátia Tavares (14,73) e James Manning (14,38).

Agradecimento público do comandante aos bombeiros que colaboraram com a escola de estagiários: Chefe Rui Faria, subchefe Rui Ferreira, bombeiros de 1ª Bruna Simões e Telmo Pacheco, e bombeiros de 3ª Hélder Luís.

Atribuição de menção honrosa pela forma exemplar como conduziram a escola de estagiários ao patamar de excelência: Subchefe Paulo Ferreira, bombeiro de 1ª António Soares, bombeiro de 2ª Tiago Solteiro e bombeiro de 3ª André Jacinto

Promoção a bombeiro de 2ª: Bombeiro de 3ª Ruben Soares

Condecorações – Medalha de assiduidade grau ouro – 15 anos – Bombeira de 2ª Rita Sacramento; medalha de assiduidade grau ouro – 20 anos – bombeiro de 2ª – Pedro Oliveira; medalha de assiduidade grau ouro dedicação – 25 anos – comandante Nelson Cruz, 2º comandante José António, Subchefe Paulo Ferreira e bombeiro de 3ª Fernando Constantino; medalha de altruísmo grau ouro – 30 anos – adjunto do comando Paulo Martins, chefes Joaquim Pinheiro, Ernesto Soares, Rui Faria e Victor Tavares, subchefes Vasco Conde, Rui Ferreira e Sabino Gonçalves, bombeiros de 1ª Paulo Cardoso, Hélder Santos, Vasco Silva e Victor Santos, bombeiros de 2ª João Plácido, Victor Manuel e António Moura, e bombeiro de 3ª Abílio Jorge.

Galardão “Prestígio da Associação”, que premeia o contributo para o engrandecimento da associação humanitária: José Manuel Ramalho

Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar