Login  Recuperar
Password
  16 de Novembro de 2018
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Escolhas do Editor, Desporto, Caldas da Rainha
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Festa de Natal na prisão com futsal, concerto e lanche

O Estabelecimento Prisional das Caldas da Rainha tem 139 reclusos a cumprirem pena definitiva. Duas vezes por semana um voluntário da Cruz Vermelha dinamiza atividades físicas e incentivadoras de estilos de vida saudáveis.

17-12-2013 | Francisco Gomes (texto) Carlos Barroso (fotos)

Reclusos jogaram contra uma equipa de populares
[+] Fotos
Reclusos jogaram contra uma equipa de populares
Foi imbuído desse espírito que o estabelecimento prisional realizou na semana passada a Festa de Natal, que começou com um jogo de futsal.
Os reclusos formaram uma equipa e jogaram contra populares. No final a vitória coube aos reclusos, por números dilatados que se perderam na contagem, já que o resultado era o menos importante, e houve troféus para as duas equipas, que foram entregues pelo vereador do desporto da autarquia local.
A diretora da cadeia, Joana Patuleia, considera que “estas atividades são muito importantes para a preparação da reinserção em geral e em particular nesta época, de forma a reforçar valores essenciais como a solidariedade e a interajuda e atitudes de cidadania”.
Quem jogou contra os reclusos também acha que a reintegração pode ser facilitada com este tipo de eventos. “Eles devem ser reintegrados e pedagogicamente estas pequenas ações ajudam a fazer acreditar estes jovens de que um dia podem ser úteis e a sociedade tem de olhar para isso, porque se não os enquadrar, serão captados para novas aventuras e o regresso as prisões é quase sempre imediato”, declarou António Marques, um dos jogadores.
“Foi um tempo bem passado que vamos repetir brevemente. A atividade física é um dos motores principais para adaptar as pessoas novamente à sociedade e pelo menos motivá-las”, disse Rui Cunha.
A Câmara das Caldas da Rainha tem de alguma forma fomentado a reintegração da população prisional, ao contar com mão de obra reclusa em serviços municipais, nomeadamente em através de ações de limpeza. “A colaboração destes homens, devidamente enquadrada com os guardas prisionais e em colaboração com a direção do estabelecimento prisional tem sido importante”, apontou o vereador Alberto Pereira.
Depois do jogo de futsal, realizou-se na cadeia um concerto musical e houve um lanche oferecido pelo grupo de visitadores da Igreja. Foi assim a Festa de Natal no estabelecimento prisional das Caldas da Rainha.

Francisco Gomes (texto)
Carlos Barroso (fotos)
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar