Login  Recuperar
Password
  16 de Novembro de 2018
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Escolhas do Editor, Caldas / Sociedade, Caldas da Rainha, Óbidos
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Encerramento da “Aberta” da Lagoa é novamente problema

“É um momento de grande preocupação pois na maré baixa passa pouca ou nenhuma água do mar para a Lagoa”. O comentário é de Vasco Trancoso, no passado sábado, uma semana depois de ter lançado um livro e apresentado uma exposição de fotografias sobre a Lagoa de Óbidos.

17-12-2013 | Francisco Gomes

“Aberta” quase invisível (foto Luís Ribeiro)
[+] Fotos
“Aberta” quase invisível (foto Luís Ribeiro)
Nas redes sociais circulam os alertas sobre o fecho. “A "aberta" quase que chegava aos tornozelos, claramente insuficiente para fazer a indispensável regeneração hidrológica, praticamente fechada”, escrevia no fim de semana Rui Gonçalves, que foi o candidato nº5 à Câmara das Caldas pelo CDS, para de seguida acrescentar: “O que era previsível, já aconteceu, a "aberta" da Lagoa encerrou mesmo”.
Já na Assembleia Municipal das Caldas da Rainha, no passado dia 10, o presidente da Junta de Freguesia da Foz do Arelho, Fernando Sousa, apresentou uma proposta no sentido de ser solicitada a visita e intervenção imediata da Agência Portuguesa do Ambiente (antigo INAG), face à deslocação para sul e previsível encerramento da "aberta" da lagoa, que foi aprovada.
Reuniões com a secretaria de Estado do Ambiente e com o Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC), com representantes das autarquias das Caldas e Óbidos, estavam previstas para resolver o problema do fecho do canal de comunicação entre a lagoa e o mar devido ao acentuado assoreamento.
Será no entanto necessária uma intervenção mais profunda para reabrir e manter o canal. Nos últimos meses a “aberta” estava a deslocar-se progressivamente para sul, aumentando a extensão da praia da Foz do Arelho, a norte, e diminuindo a do Bom Sucesso, a sul.

Francisco Gomes
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar