Login  Recuperar
Password
  31 de Maio de 2020
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Opinião
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Carnaval de Torres Vedras tirou a sátira da cartola

O céu estava limpo e a temperatura não podia ser melhor: era tudo o que os foliões desejavam para o passado domingo, em que milhares de pessoas saíram à rua para o primeiro corso diurno do Carnaval de Torres Vedras. Às máscaras inspiradas pelo tema "Magia e Fantasia"- dos arco-íris com o seu pote de ouro a coelhos a sair da cartola, até aos Aladinos no seu tapete voador - juntaram-se seis carros alegóricos que desfilaram pela primeira vez esta tarde.

26-02-2020 |

Um dos carros alegóricos
Um dos carros alegóricos

António Costa foi uma das figuras da política nacional que não escapou ao lápis dos criadores dos carros alegóricos. Se num carro o primeiro ministro era um ilusionista cuja varinha mágica tentava controlar um polvo desgovernado (os seus tentáculos estrangulam a justiça, a saúde e até os motoristas de materiais perigosos), noutro António Costa fazia malabarismo com os políticos da oposição: Rui Rio, Francisco Rodrigues dos Santos, Jerónimo de Sousa e Catarina Martins.

Donald Trump e Jair Bolsonaro tentavam cavalgar um dragão que até deitava fumo pela boca numa guerra contra o planeta Terra, enquanto Kim Jong-um fazia testes nucleares nas suas costas. Já no carro dedicado à política local, o presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras erguia a bandeira das ciclovias enquanto cavalgava um grande cavalo alado branco e cor de rosa e era perseguido pelos "ciclistas" da oposição.

Os futebolistas portugueses também não escaparam à sátira dos criadores: num toque de magia, Eusébio, Figo e Cristiano Ronaldo exibiam as Bolas de Ouro atribuídas pela FIFA, enquanto João Félix, na última cartada deste baralho, aguardava a conquista do galardão.

"Por um planeta mais verde" é o carro alegórico que simbolizava a preocupação do Carnaval de Torres Vedras com as questões ambientais. Depois de ter desfilado no Rossio aquando da visita da Real Embaixada Verde a Lisboa, o carro integrou os corsos do Carnaval "mais português de Portugal".

No corso do passado domingo também se encontravam doze "ecopontos humanos". Uma ação da Novo Verde que contou com os foliões para fazer uma recolha seletiva de resíduos, alertando para a importância de uma atitude ambiental mais consciente.

Os seis carros alegóricos criados para esta edição juntaram-se ao Carro dos Reis, onde os Reis do Carnaval de Torres Vedras se deixaram levar pela folia, saudando o povo folião que saiu à rua. Mas o primeiro corso diurno deste ano contou, ainda, com os carros espontâneos criados por associações, grupos carnavalescos e foliões que demonstraram que a criatividade não tem limites.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar