Login  Recuperar
Password
  13 de Dezembro de 2017
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Escolhas do Editor, Caldas / Sociedade, Caldas da Rainha
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Caldense ganha 1° Prémio do Melhor Galo de Raça Portuguesa

O caldense Bruno Jesus, residente em Casais de Santa Helena, freguesia de A-dos-Francos, nas Caldas da Rainha, ganhou no passado sábado o 1° Prémio do Melhor Galo de Raça Portuguesa, atribuído no XII Concurso Regional de Raças de Galinhas Autóctones, na Festa das Colheitas - XXVI Feira Mostra de Produtos Regionais, em Vila Verde, Braga.

10-10-2017 | Francisco Gomes

O caldense Bruno Jesus
[+] Fotos
O caldense Bruno Jesus

Entre centenas de aves a concurso venceu com um exemplar da raça Pedrês Portuguesa. Tendo em conta que o norte de Portugal é a origem desta raça, o triunfo adquire ainda maior relevância.
“Era ali que deveria haver os melhores exemplares e fico orgulhoso por trazer "o caneco" para as Caldas da Rainha”, comentou Bruno Jesus, que recebeu o certificado da vitória das mãos do presidente da Câmara de Vila Verde, António Vilela.
“É sempre recompensador o reconhecimento do trabalho de alguns anos. Mas mais que o prémio, foi a experiência enriquecedora de aprender com partilha de conhecimento entre criadores que têm mais a cultura e tradição da criação das raças autóctones, pois é no norte que nasceram e desenvolveram as raças pelos nossos antepassados”, manifestou.
Este não é o primeiro prémio ganho pelo criador caldense. No ano passado, na Avisan – Exposição Nacional de Aves e Animais de Companhia, Equipamentos e Acessórios, que decorreu entre 1 e 4 de dezembro no Centro Nacional de Exposições, em Santarém, foi distinguido com dois prémios na VI Expo-ALCAC (Associação Lusa de Criadores de Aves de Capoeira), a maior exposição de galinhas ornamentais e aves de capoeira em território nacional.
Entre centenas de aves expostas, os prémios distinguiram um galo de pedrês portuguesa de pescoço careca e uma galinha de pedrês portuguesa vestida, do caldense, que preserva e melhora a galinha de raça autóctone pedrês portuguesa, que se encontra em vias de extinção.
Genuinamente portuguesa, esta raça de galinhas conquistou, desde sempre, a admiração das gentes da região do norte de Portugal, não somente pela graciosidade da sua plumagem como também pela sua vitalidade, rusticidade e resistência a doenças e fatores ambientais adversos. Prova disso, são alguns provérbios antigos que o povo utiliza para exaltar a qualidade destas aves, como “Galinha Pedrês vale por três” ou “Galinha Pedrês, não a mates nem a dês”.
Esta raça está distribuída por todo o Portugal continental, considerando-se o seu solar a região do Minho e alguns concelhos limítrofes do Douro Litoral e de Trás-os-Montes.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar