Login  Recuperar
Password
  Terça, 28 de Março de 2017
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Escolhas do Editor, Caldas / Política
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Caldas da Rainha aprofunda relações com localidades brasileiras

A visita do vice-presidente da Câmara Municipal das Caldas da Rainha, Hugo Oliveira, ao Brasil, entre 23 e 29 de janeiro, permitiu realizar um acordo de intenção para geminação com Santo Amaro de Imperatriz e o aprofundamento da geminação com Poços de Caldas.

15-02-2017 | Francisco Gomes

Em Santo Amaro da Imperatriz
[+] Fotos
Em Santo Amaro da Imperatriz
A deslocação surgiu de um repto lançado no início de 2016 por Juliano de Souza, na altura um jovem advogado de Santo Amaro de Imperatriz, que fez chegar à Câmara informação sobre a relação histórica da sua cidade com Caldas da Rainha.
Hugo Oliveira pediu ajuda ao vereador Rui Correia e confirmou a relação, desenvolvendo contatos com aquela cidade no Estado de Santa Catarina, no sul do Brasil.
O jovem que havia efetuado o contacto seria então eleito vereador da Câmara Municipal da sua cidade (a Câmara Municipal no Brasil corresponde em parte à Assembleia Municipal em Portugal) e os contatos avançaram oficialmente, tendo-se proporcionado esta deslocação a Santo Amaro de Imperatriz para estudar a possibilidade de assinatura de um acordo de geminação por forma a tornar as duas cidades irmãs.
Santo Amaro de Imperatriz é uma cidade com cerca de 21 mil habitantes, com predominância rural e com uma localização entre montanhas que lhe dá caraterísticas singulares.
Entre muitos contatos e visitas, Hugo Oliveira destaca a receção, no primeiro dia, com a presença do deputado Espiridião Amin, do prefeito, vice-prefeito e outros autarcas e responsáveis.
“Tive a oportunidade de ouvir um historiador local, que explicou e fundamentou a ligação histórica entre os dois municípios”, indicou o vice-presidente da Câmara das Caldas. Foi exibido um decreto de D. João VI, de 18 de março de 1818, referente às águas medicinais da localidade brasileira, que determinava que a criação de um hospital seria regida pelos estatutos do hospital termal das Caldas da Rainha no que fosse aplicável.
Nesse mesmo dia decorreu a assinatura do protocolo de intenções entre os dois municípios, tendo sido convidado o prefeito e a sua comitiva para estarem nas Caldas da Rainha, a 15 de maio, para a assinatura do acordo de geminação e para participar nas cerimónias oficiais do dia da cidade.
Foram já assinaladas áreas de ação concreta, sobretudo na promoção e divulgação turística de ambos os municípios.
Foi feito o desafio aos dois municípios de colocarem uma seta de informação rodoviária com o nome da cidade irmã e com o número de quilómetros que as separa.
O vice-presidente caldense foi recebido oficialmente no município vizinho, Águas Mornas, com a particularidade de lhe terem entregue a bandeira da cidade, como forma de congratulá-lo pela sua presença. O prefeito foi igualmente convidado a estar presente nas cerimónias de 15 de maio.
“Águas mornas é curiosamente o nome usualmente atribuído aos caldenses nas Caldas da Rainha”, apontou Hugo Oliveira.
Águas Mornas é um município com cerca de seis mil habitantes, com forte influência germânica, sendo que 90% da população é de descendência alemã.
Na região de Santo Amaro de Imperatriz, o autarca caldense visitou um hotel onde viu as fontes termais em funcionamento e foi à fábrica envasadora da água mineral, podendo verificar a linha de enchimento da referida água.
Existe um sistema de fornecimento de água mineral, que permite que um munícipe tenha direito a um número de metros cúbicos de água por mês a abastecer com garrafões de água mineral e levar para casa.
Foi ainda recebido na Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina pelo assessor direto do presidente, para possíveis contatos empresariais no futuro.
Surgiu a possibilidade de visitar a cidade de Poços de Caldas e de estreitar relações por forma a concretizar a geminação existente desde 2001.
A história de Poços de Caldas está intrinsecamente ligada a Caldas da Rainha não somente pelos laços de cidade irmã mas muito pela ação do mestre pedreiro português António Alves da Silva que “fez jorrar as águas termais em 22 de novembro de 1882”.
Houve uma receção na prefeitura, onde se falou dos laços que unem os dois municípios. Caldas da Rainha vai apadrinhar a entrada da cidade de Poços das Caldas na European Historic Thermal Towns Association.
Foi realizada uma visita a uma associação de agricultores e à União dos Cafés Vulcânicos, que foram convidadas a estarem presentes com um stand na Feira dos Frutos nas Caldas da Rainha.
No Jardim Botânico, que tem um papel preponderante na identificação, preservação de plantas ameaçadas de extinção no Planalto de Poços de Caldas e do cultivo de plantas “in vitro”, foi equacionado o estabelecimento de um protocolo para permuta de espécies entre o Parque D. Carlos I, Mata Rainha Dona Leonor e o Jardim Botânico e eventuais visitas em regime de residência de investigação.
A diretora das Thermas Antônio Carlos foi convidada a fazer uma comunicação no congresso nacional da Sociedade Portuguesa de Hidrologia médica, que terá lugar nas Caldas da Rainha.
Após a visita ao Teatro da Urca foi apontada a possibilidade de estabelecer um intercâmbio com alguma escola de samba ou de teatro e com uma instituição das Caldas da Rainha.
Na Biblioteca Municipal foi possível ter contato com um projeto de criação de hábitos de leitura e ficou a possibilidade de estabelecer uma parceria com escolas das Caldas da Rainha.
Na visita ao Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia foi equacionada uma parceria com instituições de ensino das Caldas da Rainha, nomeadamente a Escola Técnica Empresarial do Oeste, nas áreas das energias renováveis.
Hugo Oliveira participou na entrega de prémios da Corrida “Volta ao Cristo” e colocou-se a hipótese de um intercâmbio desportivo com participação de atletas caldenses nesta corrida e de atletas de Poços de Caldas na “Corrida pela Vida” que se realiza nas Caldas da Rainha.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar