Login  Recuperar
Password
  27 de Setembro de 2020
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Ocorrências
Gravar em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Cadela sem marcas de maus-tratos devolvida a dono

A cadela que estava presa a um trator a correr atrás do veículo conduzido pelo seu dono acabou por lhe ser entregue depois de analisada pelo veterinário municipal do Bombarral, onde o caso ocorreu há cerca de duas semanas.

03-07-2020 |

Segundo fonte da GNR, “os factos foram participados aos serviços do Departamento de Investigação de Ação Penal (DIAP) de Caldas da Rainha por serem suscetíveis de configurarem um crime de maus-tratos animais”.
Relativamente ao animal, “foi submetido a exame pelo veterinário municipal, encontrando-se aparentemente bem”. O relatório do veterinário, elaborado no dia a seguir à ocorrência, descreve que a cadela não apresentava marcas de maus-tratos, tendo o animal sido posteriormente entregue ao proprietário. Cabe ao DIAP dar seguimento ou não ao processo judicial.
O dono da cadela, um homem de 76 anos, conduziu o seu trator com o animal preso a correr atrás do veículo até automobilistas se depararem com a situação e bloquearem a sua passagem, na EN8, à saída da vila no Bombarral, tendo um deles libertado o animal, alertando a GNR.
Esse condutor contou que viu o idoso “a puxar um cão com um fio fino atrelado ao trator”. A viatura circulava a “25/35 km/h”, com a cadela a ser puxada menos de meio-metro de distância.
“Avisei o senhor duas vezes para parar o trator e ele riu-se da minha cara. À terceira vez atravessei o meu carro à frente do trator de forma a bloquear a passagem. Neste instante uma família que estava atrás de carro também atravessou o carro de forma a bloquear a via”, descreveu o condutor, que cortou o fio que servia de trela e que prendia a cadela ao trator.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar