Login  Recuperar
Password
  28 de Janeiro de 2020
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Regional
Gravar em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

CHO prepara Laboratório de Citotóxicos para doentes oncológicos

O Centro Hospitalar do Oeste (CHO) prevê para o primeiro quadrimestre de 2020 o lançamento do concurso de conceção e construção para a obra da consulta externa/farmácia, que permitirá criar o Laboratório de Citotóxicos, respondendo às necessidades dos doentes oncológicos, que essa forma não terão de aguardar pela preparação por uma equipa do CHO no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, o que traz “elevados custos e encargos para a instituição e para os utentes, pelas atrasos diários na administração da medicação”.

04-12-2019 | Francisco Gomes

O serviço farmacêutico do CHO esteve equipado com duas câmaras de fluxo laminar (uma nas Caldas da Rainha e outra em Torres Vedras) para preparação de citotóxicos até há dois anos. Essas câmaras foram na altura interditadas pela Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde (Infarmed).

A obra garantirá segurança, qualidade e poupança de custos de transportes, estimando-se um encargo na ordem dos 150 mil euros, estando em fase de apreciação no Infarmed.

O anúncio foi feito pelo gabinete da ministra da Saúde, em resposta a um requerimento apresentado pelo Bloco de Esquerda na Assembleia da República.

Na mesma resposta, o gabinete ministerial informa que “nos últimos anos tem sido avaliada a possibilidade de construção de uma nova unidade hospitalar em substituição das que actualmente integram o CHO (Torres Vedras, Caldas da Rainha e Peniche)”, indicando que foi celebrado em setembro um protocolo entre a Comunidade Intermunicipal do Oeste, o CHO e a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo no sentido destas entidades cooperaram na concretização de um estudo para a definição do perfil, dimensionamento e localização do novo hospital do Oeste.

Entre janeiro e setembro deste ano estima em cerca de 160 mil euros os custos com transportes de doentes entre as três unidades do CHO.

No que diz respeito aos recursos humanos, o CHO descreve que subsistem 17 enfermeiros, 9 técnicos superiores de diagnóstico de terapêutica, 34 assistentes operacionais e dois técnicos superiores a exercer funções em regime de prestação de serviços, tendo sido submetidos os pedidos de autorização para a sua contratação, para melhoria e dignificação das carreiras destes profissionais.

Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar