Login  Recuperar
Password
  25 de Junho de 2019
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Caldas da Rainha, Caldas / Política
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

CDU do distrito de Leiria vai lançar petição em defesa da Linha do Oeste

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, esteve do domingo na Foz do Arelho, (margens da Lagoa, pinhal junto ao Penedo Furado) nas Caldas da Rainha, onde participou na Festa de verão que reuniu mais de 300 militantes. Destacou a importância das eleições autárquicas convicto que Rogério Cação, candidato da CDU à Câmara de Peniche vencerá as eleições porque os comunistas têm feito um trabalho notório naquele concelho”.

12-07-2017 | Marlene Sousa

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, esteve do domingo na Foz do Arelho onde participou na Festa de verão
[+] Fotos
O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, esteve do domingo na Foz do Arelho onde participou na Festa de verão
Nesta iniciativa foi anunciado que a CDU do distrito de Leiria vai lançar uma petição popular em defesa da Linha do Oeste que envolverá as populações de todos os concelhos do distrito.


A CDU do distrito de Leiria vai lançar uma petição popular em defesa da Linha do Oeste que envolverá as populações de todos os concelhos do distrito e que “recolherá milhares de assinaturas”, anunciou, no domingo, Ângelo Alves, membro da comissão Política do Comité Central do PCP, responsável pela Organização Regional de Leiria.
Na Foz do Arelho, (margens da Lagoa, pinhal junto ao Penedo Furado) nas Caldas da Rainha, onde participou na Festa de verão que reuniu mais de 300 militantes e simpatizantes comunistas do distrito de Leiria, Ângelo Alves disse que a linha do Oeste é um exemplo da negligência que tem afetado a ferrovia nacional”, acusando um desinvestimento dos “sucessivos governos” incluindo “o atual”.
O membro da comissão Política do Comité Central do PCP sublinhou que “a luta vai continuar até que a linha do Oeste, uma via estruturante para o desenvolvimento do nosso distrito e da região centro do país, seja requalificada”.
O comunista recordou os incêndios que atingiram as populações do Pinhal Interior Norte revelando que o PCP apresentou um conjunto de “propostas de apoio imediato de melhoria do combate aos incêndios e de prevenção e ordenamento florestal”.
Para o membro da CDU, parte das causas de tão grande catástrofe reside nas “assimetrias de desenvolvimento, no desinvestimento púbico, no desempego, na destruição da agricultura familiar e na desertificação daquela região uma das mais afetadas pela emigração forçada”.
Alega que há muito que o partido Comunista defende um plano integrado de desenvolvimento do distrito que harmonize o desenvolvimento que invista em serviços públicos, que proteja e ordene a floresta, estimule a fixação de populações, a produção agrícola, que melhore as vias de comunicação naquela região do nosso distrito.
É exatamente com esse sentido que vos anuncio que o PCP e o Partido ecologista “Os Verdes” levarão a cabo no próximo 14 de julho uma visita conjunta aos concelhos de Pedrogão Grande e Castanheira de Pera onde contactarão com as populações, trabalhadores, bombeiros e as várias entidades daquela região. Será segundo, Ângelo Alves, uma visita solidária para “abrir perspetivas e caminhos de esperança para aqueles concelhos”.
Segundo, o comunista as eleições autárquicas a 1 de outubro são uma das mais importantes, e têm a certeza não só manterão a maioria da “CDU no concelho de Peniche”, onde elegerão “Rogério Cação como novo presidente da Câmara” como “estaremos a comemorar a vitória na Marinha Grande a Alexandra Dengucho como nova presidente da Autarquia”.
Também o secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, destacou as eleições autárquicas frisando que a CDU tem candidatos “a um projeto alternativo que nos permite afirmar que estamos nesta batalha eleitoral para avançar e alcançar a vitória, desde logo em Peniche, onde temos um trabalho notório com provas dadas dos mais diversos domínios do seu desenvolvimento”. Vitória também na Marinha Grande, sublinhou, o secretário-geral do PCP “onde são justas porque aquele concelho precisa de ter uma autarquia que esteja perto dos seus habitantes virado para a resolução dos seus problemas”.
No seu discurso, Jerónimo de Sousa, responsabilizou o PS, PSD e CDS de, com as opções políticas de direita, terem desmantelado os serviços do Estado nos ministérios da Agricultura e da Administração Interna.
Para o secretário-geral do PCP foi “em função dessas opções que se deu o desmantelamento das estruturas do Estado, seja no Ministério da Agricultura, seja no Ministério da Administração interna”, afirmou, reafirmando ser nessas opções que terão que “ser encontradas as causas” para as “falhas” verificadas durante os incêndios de Pedrógão Grande e Góis.
“É ao serviço dessas opções que estão a promiscuidade, os interesses económicos e o poder político”, afirmou o secretário-geral do PCP, criticando igualmente também o atual Governo de querer “legislar à pressa para responder ao clamor popular”.
A “tragédia dos incêndios no norte do distrito de Leiria não precisa de pressas nem de precipitações”, disse, lembrando no entanto, que “há problemas a resolver no imediato”, e que levaram à entrega na última semana, de um projeto-lei do PCP que considera ir mais longe que as propostas do Governo na “resposta às vítimas, no restabelecimento das atividades produtivas e na prevenção de medidas para assegurar um combate eficaz para os incêndios que este verão ainda podem acontecer”.
Também Sónia Colaço, membro do Conselho Nacional do Partido Ecologista os Verdes falou da calamidade que assolou a zona da região Centro revelando que tomou as “proporções que tomou, entre muitos fatores, devido ao desordenamento florestal existente no nosso país”. “A floresta autóctone daquela região, como por exemplo os carvalhos e os castanheiros, foram ao longo destes séculos sendo substituídos pelo pinheiro bravo e mais recentemente, desde as décadas de 80, pelo eucalipto”, disse, acrescentando que a “tragédia a que assistimos é reflexo disso mesmo”.
Sónia Colaço referiu ainda a luta que a CDU tem feito em relação à defesa da Lagoa de Óbidos. Afirmou que foi “prorrogada novamente a 2ª fase de intervenção de desassoreamento previsto pelo Governo, adiando-se assim, para 2018”.
Catarina Custódio, membro da Comissão Política da Direção Nacional da Juventude Comunista Portuguesa deu voz a alguns problemas da juventude, como ao desemprego, educação, entre outros.

A Festa de verão que reúne anualmente largas dezenas de militantes comunistas este ano teve como objetivo delinear estratégias com vista às Eleições Autárquicas de 2017. Por isso estiveram presentes os candidatos a presidentes de Câmara dos concelhos das Caldas José Carlos Faria, de Óbidos, José Rui Raposo, de Peniche, Rogério Cação, da Marinha Grande, Alexandra Dengucho, da Nazaré, António Caria dos Santos, de Pombal, Fernando Domingos e de Porto de Mós, António Ferraria.
Animação a cargo de Nelson e Joaquim Rodrigues.

Marlene Sousa
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar