Login  Recuperar
Password
  21 de Abril de 2019
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Caldas / Sociedade
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Alunos da ESAD.CR em praxe solidária que rendeu 240 euros à CRAPAA

Como já é tradição, 16 caloiros e veteranos da Escola Superior de Artes e Design de Caldas da Rainha (ESAD.CR) participaram na passada quinta-feira, nas ruas da cidade, em mais uma atividade solidária, em alternativa às praxes tradicionais. Desta vez, a iniciativa promovida pela Comissão de Praxe – grupo académico da ESAD.CR, fez com que os caloiros e veteranos andassem pelo centro da cidade a vender pins e ímanes, tendo angariado no total 240 euros, que foram entregues à CRAPAA – Caldas da Rainha Associação Protetora dos Animais Abandonados.

28-02-2018 | Mariana Martinho

Grupo de estudantes da ESAD.CR entregou o valor angariado ao voluntário da CRAPAA
[+] Fotos
Grupo de estudantes da ESAD.CR entregou o valor angariado ao voluntário da CRAPAA
Visando a integração dos novos alunos das licenciaturas no ambiente académico, e fomentando o espírito solidário, a Comissão de Praxe promoveu mais uma atividade solidária pelas ruas do centro da cidade, sendo a 3º edição das “praxes solidárias”. Depois de doados fundos ao Centro de Educação Especial Rainha D. Leonor e terem comprado equipamentos para o novo Lar de Alvorninha, os alunos optaram por ajudar uma associação dedicada aos animais.
“Esta é terceira edição das praxes solidárias, e este ano optámos por começar o semestre com uma ação de solidariedade dedicada aos nossos amigos de quatro patas”, explicou Bruno Oliveira, presidente da Comissão de Praxes. ”Achámos por bem também ajudar as instituições que tratam e recolhem animais abandonados”, manifestou.
“Começámos a procurar as associações que havia na cidade e encontrámos a CRAPAA, que mostrou-se disponível para nos receber”, frisou.
Durante o período da manhã, os caloiros andaram pela cidade, acompanhados dos patudos da Associação Protetora dos Animais Abandonados, a vender pins (1€) e ímanes (2€), feitos pela comissão.
Segundo Bruno Oliveira, “a iniciativa correu bem, as pessoas aderiram à causa e até conseguimos que doassem mais um bocadinho do que era pedido”, mas “não conseguimos arranjar os fundos necessários para ajudar o Cossie, que tem uma das patinhas da frente deslocada, e precisa de uma cirurgia” no valor de 400€.
À tarde, os alunos deslocaram-se até ao canil para ajudar na limpeza e manutenção do espaço, mas acima de tudo, “conviver com os animais”.
Esta praxe solidária visou, segundo o presidente da Comissão, “dar um pouco de nós a esta associação e é também uma maneira dos estudantes se juntarem aos animais que tanto precisam”.
Para António Gonçalves, voluntário da CRAPAA, “este tipo de iniciativas são sempre importantes para a associação, pois a instituição sobrevive com muitas ajudas. Aliás, tudo aqui no canil é feito com voluntariado”.
De acordo com o voluntário, só este ano a CRAPAA já recolheu 70 cães, tendo atualmente 52 animais a seu cargo.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar