Login  Recuperar
Password
  27 de Setembro de 2020
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Bombarral
Gravar em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

A importância da reabilitação perineal na incontinência urinária

A incontinência urinária (IU) não escolhe géneros, afetando tanto a mulher como o homem, e também não escolhe idades. Por vezes sim, as pessoas têm tendência a associar que é um problema comum com a evolução natural da idade, mas, pode ocorrer muito mais cedo, por exemplo, após o parto.

15-07-2020 | Fisioterapeuta Andreia Soares, Clínica de Reabilitação do Bombarral

Define-se como incontinência urinária toda a perda involuntária de urina e esta pode acontecer com a tosse, espirro, atividade física ou por vontade urgente de urinar. Conhecem-se três tipos de IU, a de esforço, a de urgência e a mista.
Infelizmente é uma doença por vezes omitida durante muito tempo devido ao constrangimento ou porque as pessoas acham normal da idade, o que agrava o problema. Quanto mais cedo for detetada e tratada mais rápida será a sua recuperação.
Na fase da recuperação nós fisioterapeutas podemos ajudar, através da fisioterapia uroginecológica, tratando e prevenindo o aparecimento desta doença, melhorando a qualidade de vida, bem-estar e autoestima.
O tratamento realizado pelo fisioterapeuta consiste na reabilitação perineal passiva e ativa, ou seja, na recuperação dos músculos do períneo.
Estes músculos localizam-se na base da pélvis e são responsáveis pela sustentação dos órgãos pélvicos (bexiga, uretra, útero, vagina, reto e ânus), pela IU e incontinência fecal, sendo também muito importantes para a sexualidade e reprodução.
Alterações ao nível do períneo podem causar a IU, incontinência fecal, retenção urinária, obstipação, prolapsos dos órgãos pélvicos, algias pélvicas e disfunções sexuais.
É importante salientar que esta reabilitação deve ser realizada apenas por profissionais com formação específica em fisioterapia uroginecológica.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar