Caldas / Política

João Delgado apelou ao reforço do número de deputados no Parlamento Europeu

O candidato da CDU ao Parlamento Europeu, João Delgado, apelou à “necessidade do país” aumentar o número de deputados do partido no Parlamento Europeu, durante o almoço comemorativo do 25 de abril, que se realizou na passada quinta-feira, no restaurante o “Paraíso do Coto”, em Caldas da Rainha.


A iniciativa, organizada pela estrutura do PCP das Caldas da Rainha, em parceria com a de Óbidos, contou com a participação de 120 militantes do partido.
Após o almoço, o candidato da CDU ao Parlamento Europeu oriundo do distrito de Leiria recordou “o processo histórico que desencadeou a revolução”, bem como o “papel determinante que o PCP teve, orientado sempre pelos valores de abril”. Valores esses que, segundo João Delgado, se materializam naquilo que é a intervenção do partido nos dias de hoje.
“Nas várias esferas públicas tentamos sempre lutar pela melhoria das condições de vida da população, dos trabalhadores e do povo português, bem como reclamamos que Portugal seja respeitado pelas outras potências mundiais”, apontou o candidato comunista.
Igualmente apelou à necessidade de mobilizar e de intensificar ações de esclarecimento junto da população e ainda “reforçar o número de deputados da CDU no Parlamento Europeu, pois está muita coisa em jogo”.
Como é o caso, segundo o candidato, “do avanço significativo da extrema direita em vários países da União Europeia, e isso tem de ser travado, visto que é o oposto daquilo que é o pensamento e ação da CDU”. Essas orientações, segundo o comunista, são “impedimento da chegada de povos de outras origens ao espaço europeu”, gerando assim racismo, xenofobia e homofobia.
Face a “este quadro”, o partido desencadeadou uma ação de alerta, passando ainda a mensagem de que os “três elementos eleitos pela CDU no Parlamento Europeu foram quem mais contribuiu para a defesa do povo e dos trabalhadores”. Como tal, “temos todas as razões e mais algumas para querer reforçar a CDU” nas próximas eleições para o Parlamento Europeu, em 26 de maio, e para a Assembleia da República, a 6 de outubro.
Para o candidato comunista, “um bom resultado para a CDU é aumentar a nossa representação, e tudo o que seja menos do que isso pode ser um desânimo ou um fracasso”, face ao que tem sido a intervenção do partido no Parlamento Europeu.
Após o almoço, a comitiva seguiu para a Casa da Música, em Óbidos, para assistir à inauguração de uma exposição alusiva à revolução dos cravos.

Author: Jornal

Ver mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Close