Login  Recuperar
Password
  Quarta, 22 de Outubro de 2014
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
  •   115 resultados de pesquisa para construções (0.23 Segundos)
  • Próximos 25 »
  • [ Notícia ] 20-8-2014Ana Beatriz Simão, moradora no concelho de Óbidos, visitou as ruínas de Eburobrittium e ficou chocada com o “estado de decadência deste espaço”.
  • [ Notícia ] 21-5-2014 Foram aprovados na Assembleia da República, no passado dia 14, três projetos de resolução, onde é recomendado ao Governo que “proceda às obras de intervenção na Lagoa de Óbidos, para a sua requalificação” (Partido “Os Verdes”), “uma intervenção urgente e recuperação” daquele ecossistema (PCP), com “medidas de salvaguarda” (BE). O projeto de resolução dos Verdes foi aprovado por unanimidade, assim como o do Bloco de Esquerda. Quanto ao projeto de resolução dos comunistas, o ponto 1 foi aprovado por unanimidade, tendo o ponto 2, sido rejeitado com os votos contra do PSD e CDS. Os comunistas defendiam neste ponto a aplicação de “um plano de despoluição do sistema lagunar” em “articulação e apoio” com as autarquias. Estas votações ocorreram no seguimento da petição pela “salvaguarda da Lagoa de Óbidos”, que tinha dado entrada na Assembleia da República a 14 de outubro do ano passado, com 4405 assinaturas. O documento exige que “a atual intervenção [na Lagoa] se alongue às restantes áreas assoreadas”, que o Ministério do Ambiente “assuma a responsabilidade de assegurar a dragagem permanente e garanta a execução de um plano de recuperação de dragados, em conjunto com os municípios das Caldas da Rainha e Óbidos”. No âmbito desta petição, as Câmaras Municipais de Óbidos e Caldas da Rainha, entre outras autarquias de freguesia, receberam, em janeiro, na Foz do Arelho, o relator da petição dirigida à Assembleia da República. Humberto Marques, presidente da Câmara Municipal de Óbidos, e Tinta Ferreira, presidente da Câmara Municipal das Caldas da Rainha, estiveram, no passado dia 14, na Assembleia da República, para assistir à discussão pela salvaguarda da Lagoa de Óbidos.
  • [ Notícia ] 26-3-2014Na manhã de 21 de março, na Rua Dr. Miguel Bombarda, ainda a Câmara montava o stand para a entrega de árvores já havia fila, de interessados em receber gratuitamente oliveiras, pereiras e ameixeiras. A iniciativa decorreu no Dia Internacional das Florestas, tendo a autarquia decidido oferecer 400 árvores de fruto para comemorar esta data importante para o ambiente.
  • [ Notícia ] 12-3-2014Oliveiras, pereiras e ameixeiras, num total de 400 árvores, vão ser oferecidas pela Câmara Municipal das Caldas da Rainha à população.
  • [ Notícia ] 3-1-2014Entre os dias 18 e 20 de dezembro, o Município do Bombarral colocou uma vez mais à disposição da população o projeto D.A.R – Desporto, Atividades e Refeições, ao qual aderiram cerca de cinco dezenas de crianças. Com este projeto de âmbito social e de apoio às famílias, a autarquia procura minimizar um pouco as dificuldades que estas atravessam, sendo o mesmo posto em prática em todos os períodos de férias escolares. Uma das componentes que mais se destaca nesta iniciativa é o fornecimento de refeições, a título gratuito, para as crianças com maiores carências alimentares.
  • [ Notícia ] 17-12-2013Tendo em conta a “nova dinâmica”, era de esperar um orçamento mais ambicioso, apostando mais no investimento (48,6%), continuando este muito dependente de verbas de difícil concretização. As ilusões pagam-se caro, tendo em conta a situação dramática em que os portugueses e o país vivem, fruto das políticas de direita deste Governo PSD/CDS e das imposições da Troika, penalizando os trabalhadores, os reformados e pensionistas, os micro, pequenos e médios empresários e beneficiando o capital financeiro (Banca) e os grandes grupos económicos. Face a isto, era de esperar mais do executivo camarário em áreas tão importantes como o desenvolvimento económico (Indústria, Agricultura e Turismo), na Cultura, na Habitação Social, na Juventude, na Defesa do Meio Ambiente (Lagoa de Óbidos) e no Apoio aos Desempregados.
  • [ Notícia ] 11-12-2013A partir do dia 17 de dezembro até 4 de janeiro de 2014, no Pavilhão Desportivo do Bombarral, estarão centenas de construções originais e imaginárias construídas com mais de um milhão de peças coloridas de Lego, onde vai estar presente a maior cidade construída em Lego do país, em mais de 65 metros quadrados.
  • [ Notícia ] 26-11-201320ª. Moeda Património Mundial da Humanidade Paisagem Cultural de Sintra 5 Euros As características desta moeda são as seguintes: Anv: Apresenta na orla superior a legenda “República Portuguesa”, ao centro o escudo nacional assenta na esfera armilar com a era da cunhagem da moeda à esquerda. Por baixo apresenta a representação esquemática da linha da muralha do Castelo dos Mouros na crista da serra. Rev: Apresenta na orla superior a legenda “Paisagem Cultural de Sintra”, na inferior a legenda “Património Mundial da UNESCO” e o respetivo símbolo. Apresenta ao centro e em primeiro plano a paisagem de telhados e chaminés do Palácio da Vila, e uma araucária evocando a flor exótica da região; em segundo plano sobressaí o Castelo de Sintra no topo da serra. Autora: Eloísa Byrne. Moeda corrente de prata: Valor facial 5 Euros; 30 mm de diâmetro; 14 g de peso; toque 500/1000; bordo, serrilhado (100.000 exemplares). Moedas de Prata proof: Valor facial 5 Euros; 30 mm de diâmetro; 14 g de peso; toque 925/1000; bordo, serrilhado. (10.000 exemplares). Resenha histórica
  • [ Notícia ] 2-10-2013 O muito mato que tapava a Quinta de Santo Isidro foi limpo e a vista agrada quem passa, mas as preocupações que possa surgir ali alguma construção ou uma obra levou algumas pessoas a questionarem os arranjos. Para tentar perceber o que na realidade aconteceu, questionámos a câmara municipal, que apesar de não ter competência na matéria, tendo em conta que se trata de uma área protegida, esclarece que as atividades praticadas recentemente no local com a abertura de furo artesiano, lavragem do solo e corte de árvores, foram autorizados pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA). “Foi emitida autorização de pesquisa e captação de águas subterrâneas por parte da APA. As atividades praticadas não estão sujeitas a licença municipal bem como também não se pressupõe comunicação prévia. Estão as mesmas isentas de controlo municipal preventivo”, esclarece a autarquia. O local insere-se em zona intermédia de proteção de concessão hidromineral, sendo a Direção-Geral de Energia e Geologia (DGEG) a entidade que superintende em todas as questões relacionadas com esta servidão.
  • [ Notícia ] 1-10-2013Por: Luís Manuel Tudella 14ª. Moeda Património Mundial da Humanidade Mosteiro da Batalha 5 Euros As características da moeda: Anv: Apresenta no campo o escudo nacional assente sobre a esfera armilar combinando-se com um apontamento de arcos ogivais, onde se encontra o valor facial da moeda em duas linhas “5 Euro”, simbolizando a arquitectura do Mosteiro da Batalha; ao longo da orla a legenda “Republica Portuguesa – 2005”. Rev: Apresenta por fundo a estilização do mosteiro da Batalha, através da fachada gótica e pelo claustro de D. João I, ligados pela legenda “Mosteiro da Batalha” e pelo logotipo da Unesco”. Autor: António Marinho. Moeda corrente de prata: Valor facial 5 Euro; 30 mm de diâmetro; 14 gr de peso; toque 500/1000; bordo, serrilhado (350.000 exemplares). Moedas de Prata proof: Valor facial 5 Euro; 30 mm de diâmetro; 14 gr de peso; toque 925/1000; bordo, serrilhado. (15.000 exemplares). Pequeno Historial do Mosteiro da Batalha
  • [ Notícia ] 25-9-2013A 10th Biennial of European Towns and Town Planners teve lugar em Cascais, na semana passada. Discutiram-se bloqueios, desafios e oportunidades para as cidades europeias, equacionaram-se novos paradigmas e abriram-se perspetivas sobre o contributo que os que planeiam e propõem intervenções para (re)qualificar os espaços urbanos podem dar para superar a crise (e aprender com ela). A discussão ancorou-se num facto: “uma criança que nasce hoje, viverá até 2090” e, num mote: “mais do mesmo, não é suficiente”. Acrescentamos um ponto de interrogação ao dito mote e a partir da questão resultante, nasceu e cresceu este contributo que este cidadão pode (e sente que deve) dar. Assim, esta é uma “radiografia” (em 5 partes) à dinâmica das últimas décadas e à situação atual (consequente) do concelho das Caldas da Rainha. Abre-se uma pequena janela para se poder entender o que é “mais do mesmo”. Esta situação de referência será, ponto de chagada, para uns e patamar de partida, para outros. O que vai ler é uma cadência quantitativa, não é por isso, prosa aprazível. Pede-se ao leitor, interesse, paciência e persistência. Obrigado. 1ª Parte - défices de planeamento e de gestão do território: 27 é o nº de anos de sedimentação do exercício de poder; 18 é a média de anos que já exercem funções os 3 primeiros autarcas que propõem dar continuidade a essa sedimentação (entre 12, 18 e 27 anos, onde começará o dito Jurássico, na escala de tempo autárquico?); 76 é o nº de anos decorridos desde a última intervenção no espaço termal; 60 é o nº de anos decorridos desde a aprovação do último plano de urbanização para a cidade; 39 é o nº de anos decorridos desde a criação da Zona Industrial (onde só recentemente se infraestruturaram algumas ruas); 28 é o nº de anos de atraso na adoção do PDM como instrumento de planeamento e desenvolvimento do território (em 1978 alguns municípios já os ensaiavam e em 1985 outros já os implementavam); 18 é o nº de anos de atraso na implementação de programas/po
  • [ Notícia ] 12-9-2013O JORNAL DAS CALDAS prossegue nesta edição a série de entrevistas aos candidatos à presidência da Câmara Municipal de Óbidos. Bernardo Rodrigues, candidato do PS, é o segundo a responder às perguntas do JORNAL DAS CALDAS, onde refere que “é tristemente notório o avançado estado de degradação de alguns monumentos e a negligência no cuidado com o património histórico da vila de Óbidos”. No seu entender, é uma situação “incompreensível se tivermos em conta que uma das promessas do atual elenco autárquico foi mesmo obter o reconhecimento pela UNESCO de Óbidos como Património da Humanidade”.
  • [ Notícia ] 6-8-2013As "Construções na Areia", iniciativa promovida todos os anos pelo Diário de Notícias, terão lugar este ano na praia de São Martinho do Porto, no dia 11 de agosto, às 10h30. O concurso destina-se a crianças com mais de 8 anos e só poderão participar os concorrentes previamente inscritos. As inscrições são gratuitas e limitadas a 60 participantes. Os interessados poderão realizar a sua inscrição pelo e-mail construcoesnaareia@dn.pt.
  • [ Notícia ] 24-7-2013As empresas sediadas nas Caldas da Rainha, Calrai-Serviços de Restauração Lda, Paula Mendes, Lda; Perival, Lda e Vidraria Canas, Lda, foram distinguidas no passado dia 18 de julho, na agência Barclays de Leiria, com o galardão “Barclays PME Líder Award” que destaca a excelência das empresas que por seu intermédio atingiram o estatuto “PME Líder”.
  • [ Notícia ] 9-7-2013A Padaria Délia & Fernando venceu o XVII Torneio Concelhio de Futsal, organizado pelo Sport Clube Escolar Bombarralense. A formação oriunda do concelho de Torres Vedras disputou a final da prova com a equipa do Grupo Motard “Olhos no Asfalto”, dos Baraçais, tendo vencido por 3-0, num jogo muito equilibrado que apenas ficou decidido no prolongamento.
  • [ Notícia ] 16-5-2013A Ordem do Trevo, uma associação de solidariedade social das Caldas da Rainha e Óbidos, está a levar a cabo uma campanha de distribuição de cabazes de alimentos e está a apoiar atualmente 36 famílias carenciadas (do qual fazem parte cerca 170 pessoas, metade são crianças). O projeto tem a colaboração do Banco Alimentar do Oeste, entre outras entidades.
  • [ Notícia ] 5-2-2013Foi no dia 1 de fevereiro de 1988 que a localidade de Peniche foi elevada a cidade. A origem desta pequena ilha é bastante remota. É dos tempos dos Romanos a documentação mais antiga conhecida. Terá sido lenta a sua evolução, pois D. Afonso Henriques a ter cedido, com a povoação de Atouguia da Baleia, ao cruzado Guilherme de Corni. Manteve-se muito tempo isolada do litoral e serviu de refúgio a alguns, mas raros, pescadores. A partir do século XV as areias surgiram pouco a pouco, acabando por formar o istmo que passou a ligá-la aos terrenos continentais fronteiriços. O aumento da sua população e o desenvolvimento progressivo da atividade pesqueira e mercantil justificaram que, no principio do século XVII, tivesse sido elevado a vila, herdando a importância que Atouguia da Baleia tivera até então.
  • [ Notícia ] 4-1-2013A Santa Casa da Misericórdia das Caldas da Rainha (SCMCR) celebrou contrato com o empreiteiro Construções Manuel e Lino, lda, para a realização da obra de ampliação das instalações. A empreitada, no valor de 1,3 milhões de euros, a acrescer do IVA, tem comparticipação do QREN na ordem dos 1,1 milhões de euros.
  • [ Notícia ] 22-12-2012A empresa caldense “Sociedade de Construções José Coutinho, S.A.”, que está encarregue das obras do Espaço Turismo e do Parque de Estacionamento Subterrâneo nas Caldas da Rainha, requereu um Processo Especial de Revitalização, através do qual procura não fechar portas e pretende pagar aos credores, assentando na sua recuperação económica e financeira.
  • [ Notícia ] 11-12-2012O fantástico mundo de Oletsac, com animais raros, estrelas e cometas, feiticeiros e rainhas do gelo, é a proposta do Óbidos Vila Natal 2012/2013, que começou a 7 de dezembro e terminará dia 2 de janeiro.
  • [ Notícia ] 11-12-2012Passaram pelo evento Óbidos Vila natal, no primeiro fim de semana, cerca de 25 mil pessoas. “Uma agradável surpresa”, garante José Parreira, coordenador da empresa municipal Óbidos Criativa. Segundo o responsável, “não é muito habitual, nos primeiros dias, termos tantos visitantes, uma vez que ainda estamos em período de aulas, estamos, por isso, muito satisfeitos”. “Também o programa da RTP, emitido em direto de Óbidos, este domingo, acabou por ser um complemento à programação que a organização preparou”, sublinha. José Parreira afirma que o Óbidos Vila Natal “é um evento que contribui muito para quebrar a sazonalidade, voltando a animar a economia local e regional, mesmo num ano em que Portugal atravessa um período menos bom”.
  • [ Notícia ] 20-11-2012Na reunião de 31 de outubro da Câmara Municipal de Óbidos, o advogado Fernando Silva, em representação da empresa Cidade Bordalo, solicitou soluções para o loteamento Vila do Castelo, na Quinta de São José, freguesia de São Pedro.
  • [ Notícia ] 20-11-2012Foi inaugurada, na passada sexta-feira, na Galeria novaOgiva, em Óbidos, a exposição “Construções de uma Narrativa”, de Romeu Gonçalves.
  • [ Notícia ] 25-10-2012 Mais de duas mil pessoas rumaram ao Santuário do Senhor Jesus do Carvalhal, concelho do Bombarral, para testemunhar a tomada de posse do padre José Luís Guerreiro, presidida por D. Nuno Brás Bispo Auxiliar de Lisboa, realizada no passado dia 7.
  • [ Notícia ] 14-9-2012Um Dragão com uma cria valeu a Luís Alves, representante da praia do Baleal, em Peniche, a vitória na iniciativa “Construções na Areia Olá 2012”.
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar