Login  Recuperar
Password
  Sábado, 23 de Agosto de 2014
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Google Plus Siga a nossa página Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Picasa Siga-nos no YouTube Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Economia, Caldas da Rainha
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Secretário de Estado inaugura Pólo das Caldas da Escola de Hotelaria e Turismo do Oeste

10-12-2008 |

Secretário de Estado inaugura Pólo das Caldas da Escola de Hotelaria e Turismo do Oeste
Secretário de Estado inaugura Pólo das Caldas da Escola de Hotelaria e Turismo do Oeste
A Escola de Hotelaria e Turismo do Oeste, que abriu em Outubro o pólo das Caldas da Rainha, foi inaugurada no dia 5 de Dezembro pelo secretário de Estado do Turismo, Bernardo Trindade, num evento que contou também com a participação do presidente do Turismo de Portugal, Luís Patrão. O novo estabelecimento permitirá que 175 alunos passem a ter acesso, por ano, à equivalência ao 12º ano de escolaridade, mas para já frequentam a escola 60 alunos, distribuídos pelos cursos de Cozinha e Pastelaria, Restaurante e Bar e Hotelaria e Turismo. O pólo resultou da recuperação de um antigo edifício da UAL, onde estava instalado o Teatro da Rainha, num investimento partilhado com a autarquia de 1,6 milhões de euros. A Escola de Hotelaria e Turismo do Oeste tem já em funcionamento, há dois anos, o pólo de Óbidos, com 56 alunos a frequentar cursos de nível 4 - após o 12º ano - de Técnicas de Gestão de Turismo e Pastelaria Avançada. O pólo das Caldas da Rainha terá capacidade máxima para 250 alunos. Bernardo Trindade gostou da escola porque vê concluído um processo que não pôde avançar há mais tempo. "É para nós importante, porque reconhecemos a Região Oeste como de extrema importância e como uma nova centralidade com múltiplas valências. O núcleo de pastelaria em Óbidos e esta escola nas Caldas vêm reforçar a aposta de ter recursos humanos de qualidade numa nova realidade turística em Portugal", afirmou. O membro do Governo lembrou que a Escola de Hotelaria e Turismo "tem como missão dotar recursos humanos de excelência nos serviços de turismo, que acompanhem o desenvolvimento e a qualificação da oferta hoteleira nacional, actuando ao nível da formação inicial, da formação contínua e da certificação de competências profissionais". Com a escola das Caldas o país passou a ter 17 escolas de hotelaria e turismo, sendo esta a quarta unidade deste Governo, que nos próximos doze meses quer inaugurar a Escola de Portalegre. Bernardo Trindade elevou a participação da autarquia neste processo, invocando que a escolha se deve "à centralidade regional da cidade das Caldas da Rainha, à sua população jovem e ao reconhecimento da formação profissional existente na cidade". O projecto vem também "dar resposta a uma carência formativa numa região com elevado potencial turístico, e que é, aliás, um dos pólos de desenvolvimento identificados no Plano Estratégico Nacional de Turismo". Esta infra-estrutura "de maior capacidade e mais generalista, vem complementar a Escola de Óbidos, particularmente vocacionada para curso de especialização tecnológica e com enfoque na área da pastelaria, concluindo deste modo a Escola do Oeste com estes dois pólos", descreveu o secretário de Estado. Já o presidente da Câmara das Caldas da Rainha, Fernando Costa, mostrou-se satisfeito com a inauguração oficial, porque deste modo "está concretizada a inauguração definitiva da escola". O autarca lembrou que a unidade funciona sob orientação do Instituto de Turismo de Portugal e a colaboração da Câmara "foi nas obras e na cedência do edifício". "Pelo significado da Escola estou muito satisfeito", disse. Fernando Costa espera que a escola "tenha tanto sucesso" como as Universidades que passaram pelos mesmos edifícios, lembrando que as universidades "cumpriram um determinado número de necessidades da população. Enquanto funcionaram, funcionaram bem e por isso espero que esta funcione bem e por muitos anos". O modelo curricular é proposto pela Escola de Hotelaria de Lausanne e permite a realização de cursos de qualificação inicial para cozinha, restaurante-bar, alojamento e turismo e de cursos "On Job". Os cerca de 175 alunos de capacidade das instalações nas Caldas ficarão com a equivalência ao 12º ano de escolaridade, mas também se desenvolverão acções de qualificação, especialização e aperfeiçoamento para profissionais da hotelaria, restauração e turismo, abrangendo cerca de 200 formandos por ano. A Escola das Caldas tem uma área de 2.140 metros quadrados, distribuídos pelas cinco salas de aulas teóricas e uma de informática. A escola dispõe também de auditório, biblioteca, cozinha pedagógica, auditório de demonstração de cozinha, restaurante e bar de aplicação. Alcobaça e Nazaré no pólo de turismo do Oeste O representante do Governo, levado a comentar sobre a posição de Alcobaça e Nazaré no futuro Pólo Turístico do Oeste, referiu que "não está despachada essa decisão", embora não a rejeite. Bernardo Trindade reforçou que o que importa agora "é estabilizar cada um dos pólos de desenvolvimento turístico, neste caso o Oeste. Das cinco entidades, Oeste, Leiria-Fátima, Serra da Estrela, Litoral Alentejano e Alqueva, quatro já tomaram posse e a quinta tomará posse em Janeiro". Dando como exemplo o norte, onde das 85 autarquias da região 77 já aderiram à entidade regional, "igual trabalho está a ser feito nos restantes Pólos de Desenvolvimento Turísticos e por isso esse é o trabalho em que Governo está empenhado". Projecto Oeste Tudo de Novo vai ser reforçado O secretário de Estado do Turismo anunciou também que vai haver um reforço em 2009 das verbas para o programa de animação "a Oeste tudo de novo" para dar cobertura a novos eventos na região, como o campeonato do mundo de surf. "No próximo ano teremos um programa com mais ambição. Teremos pela primeira vez o Ladies Open de golfe, vamos ter o campeonato do mundo de surf em Peniche, vamos ter eventos de natureza cultural em Alcobaça e Óbidos", afirmou Bernardo Trindade. "Vamos agilizar o processo de licenciamentos de projectos de interesse para que deste modo o Oeste nunca mais seja aquele Oeste a que estamos habituados a ver". O programa de animação "a Oeste tudo de novo" foi financiado em 500 mil euros e iniciou-se este ano com a colaboração das autarquias da região mas vai agora "ser bastante reforçado para acomodar todas as iniciativas", disse o secretário de Estado. Carlos Barroso
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar